Destaques, Política

Eleições 2018: pesquisa Ibope/CNI mostra Bolsonaro com 27% e Haddad com 21%

O Ibope divulgou na tarde desta quarta-feira (26) a sua mais nova pesquisa eleitoral sobre a disputa à Presidência da República. Conforme o levantamento, Jair Bolsonaro (PSL) obteve 27% das intenções de voto; Fernando Haddad (PT), 21% e Ciro Gomes, do PDT, (12%).

O ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) é o indicado por 8% dos entrevistados; Marina Silva (Rede) obteve 6% das menções; João Amoêdo (Novo) teve 3%; Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) foram mencionados, cada um, por 2% dos eleitores. Guilherme Boulos (PSOL) pontuou com 1%.

Cabo Daciolo (Patriota), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram neste levantamento do Ibope. Onze por cento dos entrevistados declararam voto em branco ou nulo; e 7% não responderam ou não sabem em quem vão votar.

A pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O levantamento ouviu 2 mil eleitores em 126 municípios entre os dias 22, 23 e 24 de setembro (últimos sábado, domingo e segunda-feira).

De acordo com o Ibope, o nível de confiança é de 95%; e a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (BR-04669/2018).

Simulações de 2º turno

A pesquisa Ibope/CNI divulgada nesta quarta também consultou os eleitores sobre quatro cenários de segundo turno entre Bolsonaro e os adversários mais bem colocados nas pesquisas.

Segundo o levantamento, Bolsonaro perde para Ciro e empata dentro da margem de erro com Haddad, Alckmin e Marina. Nos cenários testados, Bolsonaro fica numericamente atrás do petista e do tucano, mas à frente da candidata da rede.

Quem mudaria de voto?

De acordo com a pesquisa, Bolsonaro é o candidato cujos eleitores são os menos propensos a mudar o voto. Entre os que declararam voto nele, 55% afirmaram que a decisão é definitiva. Depois vêm Haddad, com 49% das intenções sendo definitivas, e Ciro, com 31% de seus eleitores declarando que não mudarão de opinião.

Alckmin e Marina têm os eleitores mais voláteis. 26% dos eleitores do tucano declararam se tratar de uma decisão definitiva enquanto 22% fizeram o mesmo quanto a Marina. Os entrevistados que afirmaram poderem votar em todos são 2%. Os que não souberam e não responderam são 7%.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.