Cuidados com o ‘Aedes aegypti’ devem ser mantidos mesmo após o período de chuvas
Foto: Alexandre Carvalho / Fotos Públicas

Cuidados com o ‘Aedes aegypti’ devem ser mantidos mesmo após o período de chuvas

abril 6, 2020 0 Por Rafael Nicácio

O período de chuvas está acabando, mas os cuidados com o mosquito Aedes aegypti não terminam aí. As águas de março podem ter amenizado a estação mais crítica, mas o transmissor da dengue, Zika e chikungunya precisa ser combatido todo dia, durante o ano todo.

A reprodução do mosquito acontece em água parada, limpa ou suja, a partir de ovos colocados pelas fêmeas. Esses ovos, depositados em ambientes úmidos e quentes, podem eclodir até um ano depois. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, explica esse ciclo de reprodução.

“Cada ‘mosquita’ coloca em média 400 ovos. O mosquito, quando eclode, já está pronto para transmitir porque ele já nasce infectado muitas vezes e já está pronto para reproduzir. Tem um ciclo de 40 dias. Então, é uma progressão hipergeométrica.”

Por isso, é importante tomar cuidado com garrafas vazias, pneus, calhas e caixas d’água descobertas, onde os ovos podem ficar escondidos. Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa, e realizar toda a higiene e limpeza necessárias para acabar com os recipientes que contêm água parada.

Cuidados com o 'Aedes aegypti' devem ser mantidos mesmo após o período de chuvas
Imagem: Reprodução / Agência do Rádio