Cresce o número de pacientes recuperados da Covid-19 em Parnamirim

maio 18, 2020 0 Por Rafael Nicácio
Cresce o número de pacientes recuperados da Covid-19 em Parnamirim

A Prefeitura de Parnamirim, informou na manhã desta segunda-feira (18), por meio da Secretaria de Saúde (SESAD), que mais oito pacientes infectados pelo novo coronavírus (Covid-19) estão recuperados. Até o último domingo, dos 289 casos confirmados, 112 já estão fora de risco e 9 vieram a óbito.

Em meio ao crescente número de casos positivos, há um aumento também do índice de pessoas recuperadas, informou a diretora do Departamento de Vigilância e Saúde do município, Ana Paula Pontes. Segundo ela, os números são atualizados diariamente e a cada dia, cresce a quantidade de pessoas que restabeleceram a saúde.

A coordenadora frisou que muitos desses pacientes não precisaram ser internados e seguiram o regime de isolamento domiciliar. Ainda de acordo com ela, o sucesso no resultado do tratamento tem como razão o acompanhamento que o setor epidemiológico tem realizado.

Ana paula relatou que, tão logo o paciente procure a Unidade de Ponto Atendimento (UPA) ou outra unidade de saúde, o setor de vigilância é imediatamente acionado. A partir daí, o grupo responsável pelo monitoramento fica encarregado de acompanhar a evolução dos sintomas e alertar como devem proceder o paciente, sua família e amigos. O grupo também tem acesso aos resultados e dá suporte àqueles que realizaram o teste nos laboratórios DNA Center e Hapvida.

Luciano José de Araújo Cresce o número de pacientes recuperados da Covid-19 em Parnamirim
Foto: Ney Douglas

Luciano José de Araújo, de 45 anos, contraiu a doença após ter tido contato com amigos que viajaram para fora do Estado. Segundo ele, os sintomas de febre alta, diarreia, dor de cabeça e no corpo iniciaram no dia 22 de março. Ao procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Boa Esperança, para a realização do exame, Luciano foi orientado a iniciar o isolamento, mesmo antes de receber o resultado, devido às características dos sintomas.

Para Luciano, as orientações repassadas pela equipe epidemiológica com relação aos cuidados que deveria tomar, para sua segurança e dos demais, foi o diferencial para a recuperação. “Recebi ligação todo santo dia. Eles perguntavam como eu me sentia, chamavam minha atenção para solicitar uma ambulância em caso de evolução, conversaram com o condomínio, sem me expor, a fim de redobrar os cuidados com a limpeza e higienização das áreas, principalmente do elevador, mesmo eu estando impossibilitado de sair de casa. Me ensinaram a cuidar da desinfecção do meu ambiente e do manuseio com a alimentação”, disse.

Além disso, Luciano acredita que o trabalho da secretaria foi determinante para impedir que seu filho, um adolescente de 15 anos, fosse infectado. “Eu me senti assistido e cuidado. A doença em si já nos deixa afastado do mundo. As ligações eram um conforto pra mim. Sem contar que seguir as orientações fez com que meu filho, que mora comigo, saísse disso ileso”, completou.

O grupo epidemiológico de combate a Covid-19 é formado por 12 profissionais. Médicos, enfermeiros, biólogos e funcionários da SESAD estão de domingo a domingo acompanhando a vida desses pacientes. “É um trabalho incansável. Mas aí estão os resultados”, finalizou Ana Paula.

Vale ressaltar que somente o diagnóstico médico e o serviço de saúde poderão definir o modelo do tratamento indicado ao paciente, se por meio de isolamento domiciliar ou internação hospitalar.