Destaques, Viral

Condom Challenge: o perigoso “desafio do preservativo” está de volta!

preservativo camisinha
Foto: Bru-nO / Pixabay

Parece ridículo demais para ser verdade, mas infelizmente inalar preservativos é a atual modinha viral que prevalece na Internet. O besteirol consiste em colocar um preservativo nas narinas e aspirá-lo até que ele possa sair pela boca. Começou como uma piada, mas infelizmente se expandiu através das redes sociais e se tornou uma tendência entre o público adolescente.

Ao contrário do que acontece em outros desafios virais, o Condom Challenge [ou desafio do preservativo] é extremamente perigoso para a saúde. O preservativo pode ficar preso nas vias aéreas e causar problemas pulmonares ou até mesmo a morte por asfixia.

De acordo com a FOX, o desafio não é novo (pode ter começado em 2013), mas continua preocupando as autoridades norte-americanas ao ponto de algumas escolas dos EUA falarem dele em “aulas” especiais para pais sobre estes desafios na Internet.

Os perigos do desafio do preservativo

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias em seu e-mail. O artigo continua após o formulário!

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Além de ficar sufocado, que é, sem dúvida, um dos principais riscos do desafio, outros possíveis danos também são alarmantes. Segundo a Dra. Wendie Williams, do Colony ER Hospital, no Texas, as membranas das vias aéreas podem ser infectadas pelo contato com lubrificantes de látex e preservativos.

Além disso, os lubrificantes de preservativos que não estão preparados para o sexo oral podem causar intoxicações graves quando ingeridos. Existe também o perigo de o preservativo ficar preso na área do pulmão, o que causaria uma infecção grave que pode eventualmente colapsar o pulmão onde ele está alojado.

Tentando reduzir o número de jovens em busca de audiência, o YouTube tentou excluir vídeos relacionados ao Desafio do Preservativo para evitar que a tendência se espalhe ainda mais. Porém, de nada adiantou, pois vários usuários continuam upando os vídeos e enviado através de grupos do WhatsApp.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.