Gestor de pessoas do IFRN comenta sobre realização de concurso público

Tida como umas das grandes conquistas na carreira profissional, a aprovação em um concurso público é uma das mais almejadas vitórias no setor público. Com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) essa realidade não foge à regra. Com editais de concurso público divulgados em agosto de 2016, para seleção de professores (Edital 22/2016) e técnicos-administrativos (Edital 19/2016 e Edital 21/2016), o diretor de Gestão de Pessoas do IFRN, Auridan Dantas, esclarece os motivos que têm impedido o lançamento do edital complementar, que trará o cronograma e demais detalhes das seleções.

Legislação

Ainda que tenha sido lançado em agosto de 2016, o concurso para cargos docentes e técnicos-administrativos do IFRN não poderia ter sido realizado naquele ano, em virtude de limitações impostas pelo período eleitoral. Isso é o que determina a Lei 9.504/97, conhecida como Lei das Eleições. Outro impeditivo legal ainda em curso é um processo movido pelo Ministério Público (MP) de Caicó, sobre a adaptação do edital às necessidades de pessoas com deficiência. Para responder ao MP, o processo está sob análise da Procuradoria Jurídica do IFRN (Proju). Apenas após o parecer da Procuradoria, o Instituto poderá reavaliar a minuta do documento e fazer as alterações, caso necessárias.

Organizadora

Obedecendo a critérios legais, o IFRN também tem enfrentado dificuldades quanto à definição da organizadora do concurso. A Diretoria de Gestão de Pessoas (Digpe) espera um outro parecer da Proju relativo às empresas que enviaram proposta de realização do certame. Para Auridan Dantas, a sequência de complicações explica e justifica o alto número de busca por informações sobre o lançamento do edital: “temos recebido muitas ligações aqui no setor. E não apenas de possíveis candidatos. Diversos campi do IFRN têm demanda de novos servidores, sejam professores ou técnicos, e é urgente, também para a Instituição, que esse concurso aconteça o quanto antes.”

Perguntado sobre uma previsão para o lançamento dos editais complementares, o diretor não fixou prazo, mas disse crer na possibilidade de tudo estar resolvido ainda no primeiro semestre de 2017.

Dentre as vagas, as oportunidades são para:

Edital Nº 19/2016

CARGOS DE CLASSIFICAÇÃO C

Auxiliar em Administração: 4 vagas
Auxiliar em Assuntos Educacionais: 5 vagas

CARGOS DE CLASSIFICAÇÃO D
Técnico em Higiene Dental: 1 vaga

CARGOS DE CLASSIFICAÇÃO E
Administrador: 2 vagas
Médico/Clínico Geral: 3 vagas
Médico Veterinário: 1 vagas
Revisor de Texto: 1 vaga

Edital Nº 21/2016

CARGOS DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Tradutor e intérprete de linguagem e sinais – 4 de vagas
Técnicos de laboratório/área: Audiovisual – 1 vaga
Técnico de laboratório/área: Biologia – 1 vaga
Técnico de laboratório/área: Ciências – 1 vaga
Técnico de laboratório/área: Eletroeletrônica – 1 vaga

Edital 22/2016 – concurso público para professor

Matéria/Disciplina Número de vagas
Geral Pessoas com Deficiência

(Decreto nº 3.298/99)

Negros

(Lei nº 12.990/2014)

Total
Álgebra Linear e Cálculo Diferencial e Integral 02 02
Arte-Música 01 01
Biologia 01 01
Construção Civil e Materiais de Construção 04 04
Desenho Técnico 01 01
Educação Matemática 01 01
Eletrônica 01 01
Energias Renováveis 01 01
Engenharia Ambiental 02 01 03
Equipamentos Biomédicos 02 02
Física 02 02
Geografia 02 02
Gestão Ambiental 01 01
Informática aplicada ao Design Gráfico 01 01
Instalações Prediais 01 01
Língua Inglesa 02 01 03
Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (**) 02 02
Manutenção e Suporte em Informática 01 01
Matemática 08 02 02 12
Políticas e Gestão Escolar 02 02
Produção Audiovisual 02 02
Produção de Petróleo e Gás e Termodinâmica 01 01
Redes de Computadores 02 02
Sistemas de Esgoto Sanitário 01 01
Sistemas de Informação 02 02
Sistemas Termofluidos e Instrumentação Industrial 01 01
Sociologia 03 01 04
Zootecnia 01 01
você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!