Educação

Como funciona o Sisu

Se você está em busca de uma vaga no Ensino Superior e ainda não sabe como funciona o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), fique de olho nas explicações a seguir. Elas podem ajudar muito você a entrar na faculdade.

Como tudo começou

Em 2009, a realidade de precisar fazer vestibular para entrar na faculdade mudou bastante, porque várias instituições públicas de Ensino Superior passaram a oferecer suas vagas utilizando um sistema informatizado gerenciado pelo MEC chamado Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Esse programa do Governo Federal fez com muitas universidades selecionassem seus alunos por meio desse sistema. Como ele vem se consolidando com o passar dos anos, muitas instituições públicas avaliam a possibilidade de utilizá-lo.

O que é preciso para concorrer a uma vaga pelo Sisu

Para você concorrer a uma vaga pelo Sisu, é preciso:

  • ter feito a última prova do Enem;
  • não ter zerado a redação.

Algumas instituições podem definir notas mínimas para determinados cursos, por isso é preciso ficar atento.

Como funciona o cronograma de inscrições no Sisu

Durante o ano, o Sisu realiza dois processos seletivos: um no início do primeiro semestre e outro no começo do segundo semestre.

A inscrição do Sisu do primeiro semestre de 2019 começa no dia 22 de janeiro e vai até 25 de janeiro.

Passo a passo de como se inscrever no Sisu

  •  Entre no site do Sisu
    Você pode acessar o site do Sisu no seguinte endereço: http://sisualuno.mec.gov.br/
  •  Tenha em mãos os dados sobre o Enem
    Para você se inscrever no Sisu, é preciso ter o número de inscrição do Enem e a senha mais atual cadastrada na hora de fazer a inscrição para a prova. Confirme também os seus dados. Assim, caso o Sisu precise entrar em contato com você, as informações já estão atualizadas.
  •  Escolha os cursos
    Vão aparecer duas opções diferentes de curso que você deve escolher. A primeira opção é aquela que você tem maior preferência. Para isso, clique em “Fazer a inscrição na 1ª opção”. Depois de ver todas as informações sobre o curso, clique em “Escolher este curso. Outra coisa que você precisa escolher é o tipo de modalidade, com a concorrência que você vai enfrentar. Isso pode acontecer de três formas: vagas de ampla concorrência, vagas referentes à Lei de Cotas ou vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições. Selecione a modalidade e clique em “Escolher esta modalidade” para prosseguir. Depois é só clicar em “Confirmar minha inscrição”.
  •  Acompanhe as notas
    Você pode conferir todas as informações e, caso você mude de ideia, existe a possibilidade de alterar a opção de curso durante o período de inscrição. Após a inscrição, é preciso acompanhar as notas de corte dos cursos para verificar quais são as suas chances na disputa.

Caso seja aprovado, você será informado sobre a documentação necessária para a matrícula. Se você for classificado para sua segunda opção, pode entrar na lista de espera para o curso da primeira opção, mesmo que já tenha se matriculado. E, se não se classificou em nenhuma das duas opções, não se desespere! Acesse seu boletim na página do Sisu e se inscreva na lista de espera, mas fique atento aos prazos.

Para ter uma ideia se você teria chances de entrar na faculdade pelo Sisu com a sua nota no Enem, o Quero Bolsa disponibiliza gratuitamente o Simulador de Notas de Corte do Enem.

O que é importante saber sobre o Sisu

Os candidatos que estão concorrendo a uma vaga pelo Sisu são classificados por suas notas no Enem, mas cada instituição pode definir pesos diferentes para cada área do conhecimento do exame, dependendo do curso.

Por exemplo: dois candidatos que disputam uma vaga em Medicina, por exemplo, podem ter uma mesma média geral e um deles estar melhor colocado se a universidade escolhida der um peso maior às questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Também é possível que um candidato tenha notas diferentes para um mesmo curso em diferentes instituições, dependendo dos critérios de avaliação de cada uma.

Coisas positivas sobre o Sisu: As vagas são para universidades públicas, por isso é possível estudar de forma gratuita. Além disso, essas instituições possuem um bom reconhecimento no mercado de trabalho.

Coisas negativas sobre o Sisu: A concorrência acaba sendo maior, porque não há um número grande de vagas. A disputa é mais acirrada já que os candidatos são bem-preparados.

Agora que você já sabe como funciona o Sisu ficou interessado em concorrer a uma vaga pelo sistema? 

Veja também: Tudo sobre o Sisu.

Texto publicado originalmente em: 17/01/2018
Atualizado em: 21/01/2019 Texto original de Natália Plascak na Revista QB

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.