Com pandemia “sob controle”, Itália faz nova flexibilização

Com pandemia “sob controle”, Itália faz nova flexibilização

Com pandemia “sob controle”, Itália faz nova flexibilização

Rafael Nicácio junho 15, 2020 Mundo

Com a pandemia do coronavírus Sars-CoV-2 sob controle, a Itália iniciou nesta segunda-feira (15) mais um relaxamento nas medidas de isolamento social, com a reabertura de cinemas, teatros, salas de jogos, congressos e feiras.

Assim como já acontece com restaurantes, museus, academias, igrejas, salões de beleza e indústrias, essas atividades precisam garantir o distanciamento físico interpessoal e o uso de máscaras pelos frequentadores, bem como o registro de todas as presenças para facilitar o rastreio de eventuais contágios.

No caso de apresentações musicais, a máscara poderá ser removida durante a execução, desde que respeitada distância mínima de um metro na maioria dos casos, de um metro e meio para músicos que tocam instrumentos de sopro e de dois metros para o maestro em relação à orquestra.

O governo também autorizou a reabertura das escolas para a preparação dos exames de maturidade, que encerram o ensino secundário no país. A Itália ainda deve passar a receber mais turistas daqui em diante, com a reabertura da maior parte das fronteiras internas no Espaço Schengen, área de livre circulação na Europa.

A Alemanha, por exemplo, removeu o alerta de viagem para 27 países europeus, incluindo a Itália. O maior aeroporto italiano, situado em Fiumicino, nos arredores de Roma, já teve um aumento do movimento com a retomada de voos de e para nações como Alemanha, Bélgica, Bulgária, Espanha, Croácia, França, Grécia, Luxemburgo, Países Baixos, Reino Unido e Suíça.

“Finalmente estamos na Itália. Passaremos alguns dias em Roma e depois iremos a Capri. Queríamos viajar para deixar para trás esse período ruim da Covid”, disse uma alemã que desembarcou com a filha de um voo proveniente de Frankfurt.

Queda nos números

A Itália registrou na semana passada uma média de 297 casos por dia, um pouco menos que os 305 contágios diários contabilizados entre 31 de maio e 6 de junho. Na semana anterior, a média havia sido de 477.

A redução nos casos diários acontece a despeito dos relaxamentos na quarentena que havia sido imposta para controlar a pandemia. A primeira flexibilização no isolamento ocorreu em 14 de abril, com a reabertura de livrarias e lojas de produtos para crianças.

Em 4 de maio, o governo autorizou o retorno das atividades de manufatura e construção civil, e no dia 18, a reabertura de restaurantes, salões de beleza, lojas, praias, museus e igrejas, assim como deslocamentos dentro da mesma região.

Já em 3 de junho, foram reabertas as fronteiras inter-regionais, o que permitiu a livre circulação por todo o território italiano.

(Com informações da Agência ANSA)

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos