Caverna com raras esculturas medievais permanece um mistério durante 250 anos

O mistério da origem da caverna em Royston, Reino Unido, cujas paredes estão cobertas com inscrições e esculturas inusitadas, continua a causar perplexidade entre arqueólogos há mais de 250 anos. Até hoje ninguém sabe quem construiu a caverna, e com que propósito. As informações são do Actualidad RT. 

Foto: flickr.com / Sizbut
Foto: flickr.com / Sizbut

A caverna tem esculturas medievais únicas em suas paredes, foi acidentalmente descoberta na cidade de Royston, no Reino Unido, em 1742 e até agora não há nenhuma versão cientificamente comprovada de quem eram os autores das inscrições e desenhos. As esculturas, em sua maioria religiosas, representando vários santos como Santa Catarina, a Sagrada Família e a Crucificação, e pode ter até 800 anos de idade, de acordo com o site ‘Ancient Origins’. A análise é dificultada pela falta de cuidado com a caverna durante anos.

A versão principal é que a caverna foi usada pelos Cavaleiros Templários. Uma das esculturas representa dois cavaleiros que montam um cavalo, o que poderia estar relacionado com o símbolo dos Templários. Uma segunda versão popular é que a caverna pode ter servido como uma adega para os monges da Ordem de Santo Agostinho.

 

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!