Câmara recebe aprovados no último concurso da SMS para discutir convocação

Câmara recebe aprovados no último concurso da SMS para discutir convocação

março 4, 2020 0 Por Rafael Nicácio

Os aprovados no último concurso público da saúde realizado em maio de 2018 no município de Natal estiveram na tarde desta terça-feira (03), na Câmara Municipal, para tratar do pedido de convocação do quadro de reserva dos enfermeiros. No encontro estiveram presentes o presidente da Câmara, vereador Paulinho Freire (PSDB), o vereador Klaus Araújo (SD), representantes dos sindicatos da categoria e os concursados.

De acordo com o representante do Sindicato dos Enfermeiros do RN, Mateus Eutrópio, a categoria busca a criação urgente de uma Lei para a convocação dos profissionais. “Temos um déficit muito grande de profissionais no município de Natal, então esse quadro de reserva irá ajudar a população, que precisa do atendimento em saúde. Vamos correr e cobrar que esse Projeto de Lei chegue à casa Legislativa, que seja aprovado e esse pessoal do quadro de reserva seja chamado para assumir suas funções”, pontuou Mateus.

O vereador Klaus Araújo (SD) destacou a luta dos enfermeiros e cobrou do poder Executivo o compromisso com a categoria. “É importante dizer que muitas dessas pessoas deixaram de trabalhar, se dedicaram ao concurso, estão na expectativa em casa com seus familiares, passaram e não foram chamados. Nessa brincadeira vai fazer dois anos. A Prefeitura através da Secretaria de Saúde (SMS) precisa se posicionar. O que estamos aqui trazendo é a substituição do texto original ampliando as possibilidades, já que hoje só podem ser chamados os profissionais da saúde para substituir os temporários e nós queremos que possam ser colocados no lugar dos aposentados, dos que desistiram do concurso, além de um prazo”, explicou o vereador Klaus.

Para o presidente da casa, vereador Paulinho Freire (PSDB), a Câmara Municipal tem um papel fundamental na intermediação pela convocação dos concursados. “Nós escutamos as pessoas que estiveram aqui hoje, elas estão apreensivas, porque o concurso já se expira em novembro e há um compromisso do secretário em reeditar isso aí até para prolongar mais um pouco. Então vamos cobrar do secretário para que possa chamar o pessoal. Eles fizeram o concurso e estão esperando. Vamos ver se chegamos a um bom termo com a secretaria de saúde e o executivo para que eles possam ser atendidos e assim diminua a aflição deles”, finalizou Paulinho.