Dicas

Calçada da fama: conheça as celebridades que já cometeram infrações no trânsito

São famosos e poderosos, mas provam que a máxima é verdadeira: a Lei é para todos. Conheça, hoje, as celebridades que já levaram puxão de orelha do Detran.

Seja pelas redes sociais ou pelas ruas, não importa: as celebridades também podem dar o seu exemplo para que todos tenhamos um trânsito mais seguro.

E, neste artigo, você poderá conhecer alguns famosos que pisaram na bola, que publicaram fotos e vídeos, em suas redes sociais, enquanto cometiam alguma infração, e ainda ficará sabendo de algumas personalidades brasileiras que acabaram sendo multadas. Confira.

Puxão de orelha virtual: conheça as celebridades que já foram “multadas” pelo DETRAN nas redes sociais

No vasto ambiente das redes sociais, artistas estão o tempo todo compartilhando por onde andam e o que estão fazendo.

O que a maioria não percebe é que publicar em tempo real enquanto se está dirigindo, muitas vezes, pode configurar alguma das infrações previstas no Art. 252 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Ele estabelece as proibições ao dirigir veículo, informando, em seu parágrafo único, incluído pela Lei n. 13.281/16, em vigor a partir de 01/11/16, que:

“A hipótese prevista no inciso V caracterizar-se-á como infração gravíssima no caso de o condutor estar segurando ou manuseando telefone celular”.

Ainda que seja de amplo conhecimento o fato da proibição de manusear telefone enquanto dirige, muitas celebridades nem percebem e acabam compartilhando nas redes sociais o exato momento em que estão cometendo essa infração.

Também presente nas redes sociais, o DETRAN conta com vários perfis, sendo que uns dos que mais se destacam são o do DETRAN-SP e do DETRAN-RJ, tendo em vista a interação que eles têm com os artistas, principalmente por meio da hashtag #BlitzDoBem, no Twitter, Instagram e Facebook.

Nessa hashtag, o perfil do DETRAN puxa a orelha daquelas celebridades que postam os seus momentos cometendo alguma infração no trânsito. Confira alguns desses casos.


Mano Brown e Liniker: foram flagrados sem o cinto de segurança em um vídeo que fazia parte de uma ação promocional da UBER para o Festival Lollapalooza.

Patrícia Abravanel e Wanessa: até utilizaram o cinto de segurança em um programa do SBT, mas o DETRAN as advertiu pelas redes sociais informando que “o local correto para o cinto não é embaixo dos braços”.

Isis Valverde: no Instagram, a atriz publicou uma imagem em que estava com os pés sobre o colo de seu namorado enquanto ele dirigia. O DETRAN-RJ comentou na publicação original, dizendo que aquilo não era recomendado para a segurança do casal e do trânsito como um todo.

Rodrigo Hilbert: postou no seu Instagram um vídeo que filmava a rua enquanto dirigia. Foi um prato cheio para o perfil do DETRAN-SP, que comentou logo em seguida de forma bem-humorada: “um homão desses, bicho, usando o celular enquanto dirige”. O artista se desculpou pela mesma rede social horas após o puxão de orelha.

Angélica: sem ir de Táxi, a apresentadora foi pega falando ao telefone enquanto dirigia para um quadro do seu programa na Rede Globo. Ao ver a transmissão, o DETRAN brincou em seu perfil para que os fãs avisassem a Angélica sobre o que ela havia feito.

Anitta: outro caso de celebridade que postou um vídeo nas redes sociais enquanto dirigia e que não foi perdoada pela Blitz do Bem promovida pelos perfis do DETRAN.

Cabe esclarecer que todas essas broncas foram dadas apenas pelo Twitter do DETRAN-SP ou pelo Instagram do DETRAN-RJ e que nenhum dos artistas mencionados anteriormente foi multado por essas infrações.

E isso é algo, no mínimo, curioso. Pensemos: em tempos de redes sociais, será que esse “puxão de orelha” do DETRAN poderia ser configurado como uma advertência por escrito, prevista no Art. 267 do Código de Trânsito Brasileiro e atualizada e definida pela Resolução N° 619 de 2016 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito)?

Informalidade à parte, todas infrações mencionadas estão previstas no CTB e foram identificadas pelos órgãos fiscalizadores de trânsito de determinada região, mesmo que tenha sido o próprio infrator que tenha tornado público o momento em que cometia a infração.

Ainda que não tenha valor legal, é importante perceber que, em uma sociedade cada vez mais digital, os órgãos de trânsito também podem fazer a sua parte nas redes sociais para incentivar um trânsito mais seguro em nossas cidades.

Celebridades que já foram multadas ou cometeram infrações no trânsito

Você já conheceu as celebridades que foram apenas repreendidas pelo DETRAN nas redes sociais, o que, em livre brincadeira, poderia ser considerado como uma “advertência por escrito”, ainda que não tenha esse valor legal.

Agora, conheça as celebridades que já levaram puxão de orelha do DETRAN, mas muito mais grave, isto é, aqueles artistas que foram multadas e/ou tiveram pontos em sua CNH.

Caetano Veloso: em 2011, foi parado por uma blitz. Realizou o teste de bafômetro e passou sem problemas, já que o cantor diz estar há anos sem beber. A documentação do veículo foi conferida e estava tudo ok. Mesmo assim, pelo fato de estar com a vistoria do veículo atrasada em uma semana, o cantor e compositor brasileiro teve o seu veículo rebocado.

O músico infringiu os artigos 104 e 131 do CTB, tendo, ainda, se safado das especificações que foram estabelecidas pelo CONTRAN por meio da Resolução Nº 716, de 30 de novembro de 2017, que dispõe sobre “as condições de implantação e operação do Programa de Inspeção Técnica Veicular”.

Luciano Huck: de acordo com o Portal IG, o apresentador estacionou em local proibido e foi multado no Rio de Janeiro. Outra polêmica no trânsito envolvendo Huck diz respeito a sua ida ao Maranhão, em 2015, para gravar um quadro para o seu programa, onde ele postou, em suas redes sociais, um vídeo em que pilotava uma moto sem capacete. Esse episódio não lhe valeu a multa e gerou apenas polêmica, levantada por um agente de trânsito que o segue nas redes sociais.

Estacionar em local proibido está previsto no Art. 181 do CTB, em que também pode se ver as diferenciações entre a gravidade das infrações, as penalidades e as medidas administrativas previstas, de acordo com o local em que o condutor tenha estacionado o seu veículo irregularmente.

Elba Ramalho: recusou-se a fazer o teste do bafômetro e teve o seu carro apreendido. Em declaração, disse que havia tomado duas taças de vinho antes de dirigir.

A famosa Lei Seca se dá pela redação da Lei 12.760/12, que fez melhorias na Lei 11.705/08 e aprimorou a redação do Art. 306 do CTB.

Danielle Hypólito: a ginasta foi multada duas vezes numa mesma blitz. Assim como Elba, também se recusou a fazer o teste do bafômetro e, além disso, foi pega dirigindo sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), infração prevista no Art. 162 do CTB.

Mano Menezes: o atual técnico da seleção brasileira é outro exemplo de celebridade que se recusou a fazer o teste do bafômetro e acabou sendo penalizada por isso. O valor da sua multa foi de R$ 957,70, considerando que foi aplicada antes das modificações previstas pela Lei Seca, já que, agora, o valor da multa para essa mesma infração é de R$ 2.934.

É importante evidenciar que se recusar a fazer o teste do bafômetro também está previsto no Código de Trânsito Brasileiro, em seu Art. 165 – A, na forma estabelecida pelo Art. 277, sendo infração gravíssima, com penalidade de multa e suspensão do direito de dirigir por doze meses, tendo, ainda, como medida administrativa, o recolhimento do veículo conforme observado o disposto no § 4º do art. 270.

Pelas redes sociais ou pelas ruas: o trânsito mais seguro passa por todos

Como vimos, muitas celebridades podem ser usadas como exemplos para aprendermos sobre as infrações de trânsito.

Passando pelos simples puxões de orelha nas redes sociais, até aquelas que foram, de fato, multadas ou tiveram seus veículos apreendidos, hoje você pôde conhecer aqueles artistas que já cometeram infrações no trânsito.

Se você tiver alguma dúvida ou sugestão sobre este ou sobre tantos outros temas que envolvem o trânsito, basta entrar em contato comigo pelo e-mail doutormultas@doutormultas.com.br ou pelo telefone 0800 6021 543. Deixe seu comentário, compartilhe nas redes sociais e vamos, todos juntos, fazer o nosso papel visando um trânsito mais seguro.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.