BRF divulga resultados com lucro líquido de R$1,2 bilhão em 2019

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, registrou lucro líquido das operações continuadas de R$ 1,2 bilhão no ano de 2019. A retomada do desempenho positivo é resultado do aperfeiçoamento e estabilidade da gestão da Companhia, que reforçou o valor de suas marcas, fortaleceu sua capacidade operacional, investiu no lançamento de novos produtos e executou com disciplina o plano de desinvestimento e o planejamento estratégico concebidos em 2018.

“Os resultados evidenciam a execução consistente de nossa estratégia, colocando a BRF em um novo patamar. Estamos retomando os padrões de uma organização de alto desempenho com um time de alta performance, preparando a Companhia para o futuro. Antecipamos a redução da alavancagem líquida e superamos os níveis históricos de margem. A BRF sai de um prejuízo de R$ 2,1 bilhões em 2018 para um lucro líquido de R$1,2 bilhão nas operações continuadas em 2019”, avalia Lorival Luz, CEO da BRF.

A receita líquida da empresa totalizou R$33,4 bilhões em 2019, um crescimento de 10,8% frente ao ano anterior, alcançando uma margem bruta de 24,1%, o que representa uma ampliação de 8 pontos percentuais em relação a 2018. Com isso, o EBITDA Ajustado alcançou R$5,3 bilhões e a margem EBITDA Ajustada, que mede a eficiência operacional da Companhia, atingiu 15,9%, um avanço de 7,7 pontos percentuais quando comparado ao ano anterior.

Além disso, a BRF apresentou geração de caixa operacional de R$ 4,7 bilhões e investimentos totais de R$1,9 bilhões em 2019. Desse modo, a geração de caixa livre totalizou R$ 2,9 bilhões, reduzindo o endividamento líquido em R$ 2,3 bilhões, totalizando R$ 13,3 bilhões. Consequentemente, a alavancagem líquida, medida pela razão entre a dívida líquida e o EBITDA Ajustado dos últimos 12 meses, atingiu o patamar de 2,50x, uma redução relevante quando comparado a 5,12x reportado em 2018.

No Brasil, a BRF alcançou sucesso na estratégia de recuperação da rentabilidade, resultado do aperfeiçoamento da execução comercial, aumento da eficiência logística, otimização do mix de produtos, rentabilização dos canais de venda e investimentos em marcas e inovação. Com isso, a Companhia atingiu o patamar de 24,5% de margem bruta no último ano, um aumento de 4,2 pontos percentuais em comparação com ano anterior, o melhor nível desse indicador desde 2017.

Neste cenário, a BRF manteve a liderança com 43,2% de market share no mercado brasileiro no 4T19 e ampliou a preferência do consumidor. De acordo com o Instituto Kantar, a Companhia atingiu 41,8% de preferência de marca no universo de alimentos, o que representa um crescimento de 3,9 pontos percentuais sobre o primeiro semestre de 2019.

Já o segmento internacional da BRF apresentou o melhor resultado nos últimos cinco anos, reportando um EBITDA Ajustado de R$ 2,3 bilhões, com um crescimento de 158,5% em relação ao ano anterior. Gerando uma receita líquida de R$ 14,9 bilhões em 2019, o Segmento alcançou margem bruta de 24,1%, um avanço de 8,3 pontos percentuais em relação a 2018. No mercado Halal, a empresa recuperou as margens e avançou em importantes pilares estratégicos, inclusive com o anúncio da construção de uma planta de industrializados na Arábia Saudita. Nos outros mercados internacionais, além da maior demanda asiática por proteínas, a Companhia trabalhou fortemente para estabelecer acessos a novos mercados, obtendo 25 novas habilitações para 11 países diferentes.

Com cerca de 237 mil clientes atendidos somente no Brasil, 14 mil fornecedores e 10 mil produtores integrados, a Companhia encerrou o ano presente em cerca de 140 países e com mais de 90 mil colaboradores no mundo.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.