DestaquesUniverso

Asteroides podem se aproximar da Terra sem serem detectados, alertam astrônomos

Professor da Universidade do Havaí comentou sobre a possibilidade de nosso planeta ser atingido por um “asteroide devastador”

De acordo com um grupo de astrônomos financiados pela NASA – Agência espacial norte-americana, vários asteroides podem se aproximar da Terra sem serem detectados, relata um artigo disponível no site da revista científica Icarus que será publicado no próximo mês.

Depois que um asteroide de aproximadamente 100 metros de diâmetro acelerou a 70 mil quilômetros do nosso planeta em 2019 e foi detectado com apenas 24 horas de antecedência, os cientistas realizaram uma força-tarefa para evitar casos semelhantes.

Os algoritmos que regem os telescópios de observação em busca de corpos celestes são programados para detectar objetos em movimento, levando em consideração o fato de que quando se aproximam da Terra parecem se mover para oeste no céu devido à rotação do planeta para leste em seu eixo.

No entanto, quando os asteroides se aproximam do nosso planeta pela parte leste do céu, a rotação da Terra e a órbita curva em torno do Sol podem fazer com que os objetos celestes pareçam estacionários, o que pode confundir a comunidade científica.

“Os estudos devem ter um cuidado especial para pesquisar o céu nessa direção e seguir ativamente novos objetos em movimento lento”, diz o texto, detalhando que 50% dos asteroides que se aproximam da Terra pelo leste podem passar por períodos de câmera lenta que dificultariam a detecção.

Richard Wainscoat, professor da Universidade do Havaí e principal autor do estudo, disse que as pessoas “não devem perder o sono” com a possibilidade de nosso planeta ser atingido por um “asteroide devastador”.

No entanto, o astrônomo destacou que é necessário monitorar os corpos celestes que podem passar perto da Terra para que, caso um deles seja descoberto como um perigo real, algo possa ser feito para reduzir as consequências.

O Congresso dos EUA atribuiu à NASA a tarefa de identificar 90% dos asteroides com 140 metros de diâmetro ou mais. Além disso, a agência espacial dos EUA está desenvolvendo métodos para evitar esses impactos na Terra.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.