Assaí e Extra aceitam pagamentos via cartão virtual do auxílio emergencial

maio 19, 2020 0 Por Rafael Nicácio
Assaí e Extra aceitam pagamentos via cartão virtual do auxílio emergencial

Os beneficiários do auxílio emergencial – concedido pelo Governo Federal, já podem utilizar o cartão de débito virtual Caixa Elo, disponibilizado aos que não possuem conta em banco, para compras nas lojas físicas das redes Extra, Pão de Açúcar e Assaí Atacadista em todo o País.

As bandeiras firmaram parceria com a Cielo, que adaptou um modelo de maquininha para aceitar o pagamento com o cartão de débito virtual. A iniciativa, além de oferecer novas opções de compra para os que desejam utilizar o benefício para abastecer a despensa, reduz a necessidade de deslocamento até uma agência da Caixa para sacar os recursos.

Juntas, as redes Extra, Pão de Açúcar e Assaí oferecem mais de mil pontos de venda em todo o País. Para utilizar o cartão virtual em uma das lojas físicas das redes, o beneficiário deverá gerar um código diretamente pelo aplicativo Caixa Tem e digitar os dados na maquininha da Cielo, no caixa. A transação é finalizada em segundos. A medida terá vigência enquanto o auxílio emergencial continuar sendo disponibilizado à população e traz uma alternativa de abastecimento para os consumidores, facilitando o momento de compras.

A nova modalidade de pagamento pode ser utilizada em todos os formatos alimentares e de medicamentos das redes, que incluem Pão de Açúcar, Minuto Pão de Açúcar, Pão de Açúcar Drogaria, Extra Hipermercados, Extra Supermercados, Mercado Extra, Mini Extra e Drogarias Extra, além das lojas dos Assaí Atacadista. O método de pagamento não valerá para os serviços de e-commerce e postos de combustível das bandeiras.

Entre as medidas preventivas à Covid-19, as lojas Extra, Pão de Açúcar e Assaí redobraram os cuidados com a limpeza, seguindo as recomendações das autoridades e dos órgãos de saúde, em prol da segurança de clientes e colaboradores. As unidades possuem, ainda, protocolos de acesso para evitar aglomerações e sinalizações nas áreas internas e externas das lojas sobre as práticas recomendadas durante as compras, como manter distância dos demais clientes e, sempre que possível, optar que apenas uma pessoa da família seja responsável pela ida ao mercado.