Home Notícias Educação UFRN prioriza expansão da pós-graduação no interior do estado

UFRN prioriza expansão da pós-graduação no interior do estado

Publicidade

UFRN prioriza expansão da pós-graduação no interior do estado
0
Publicidade

Ofertar o mestrado em Ciência da Reabilitação, contratar mais professores doutores para os campi do interior e acelerar as obras vinculadas à pesquisa estão entre as prioridades da gestão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte até 2017.

O anúncio foi feito pela reitora nesse final de semana à comunidade universitária no Campus Santa Cruz ao falar ao vivo pela Emissora FM Santa Rita. Angela Maria Paiva Cruz falou sobre os contatos junto aos ministérios da Saúde (MS), Educação (MEC), Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), e os agentes de fomento à pesquisa, como Capes, CNPq e Finep, durante viagens de trabalho no mês de abril a Brasília e ao Rio de Janeiro.

“Queremos acelerar as obras da unidade do Instituto de Medicina Tropical (IMT) anexa ao Hospital Gizelda Triqueiro, em Natal, onde a UFRN vai produzir mais conhecimento sobre doenças infectocontagiosas. Também estamos ampliando as residências médicas da UFRN em Caicó, Currais Novos e Santa Cruz e mantemos parcerias com os serviços municipais de saúde desses municípios, especialmente a participação da universidade nas Unidades Básicas de Saúde”.

Paralelamente a esse trabalho, a administração central da UFRN aguarda as diligências do MEC e do MS para aumentar, em 2017, mais 40 novas vagas no curso de Medicina Multicampi no interior e abrir a primeira turma do Curso de Terapia Ocupacional na Facisa, em Santa Cruz, informou a reitora.

A pós-graduação no interior

As demandas fazem parte do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da universidade até 2019 e estão no Plano de Ação da Gestão para este ano e no planejamento estratégico para expansão institucional no Programa de Reestruturação das Universidades (REUNI). “As grandes inteligências que estão na capital devem se transformar em oportunidades para os jovens no interior do estado”, frisou a reitora da UFRN.

Este mês o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFRN aprovou a criação do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Sociedade, com a modalidade mestrado profissional, que vai trabalhar com pesquisa na área de Epidemiologia, vigilância e o cuidado com a saúde e na de Saberes e práticas da gestão em saúde e educação.

De 2009 e 2014, a UFRN aumentou em 38,6% as oportunidades de pós-graduação strictu sensu, passando de 74 para 102 cursos de mestrado e doutorado oferecidos em dezembro de 2014.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!