Home Notícias Brasil RN Tropas militares começam a chegar no RN

Tropas militares começam a chegar no RN

Tropas militares começam a chegar no RN
Foto: Ivanizio Ramos/Assecom
0

Com os ataques sofridos pelo Rio Grande do Norte após a instalação de bloqueadores de celular no Presídio Estadual de Parnamirim (PEP), o governo do Estado precisou pedir reforço das Forças Armadas. O primeiro contingente de militares que reforçará a segurança em Natal chegou às 8h desta quarta-feira (3).

Os mil homens do Exército e 200 fuzileiros navais serão empregadas na Garantia da Lei e da Ordem em Natal e Região Metropolitana. Os militares que chegaram à Natal hoje serão direcionados para os quartéis do Exército na capital, onde receberão instruções. A previsão do Comando Militar do Exército é de que as tropas iniciem o patrulhamento na Região Metropolitana a partir de quinta-feira (4).

O envio das tropas foi autorizado no último domingo (31) pelo presidente interino, Michel Temer, após pedido do governador do estado, Robinson Faria.

Segundo a Secretaria de Segurança e Defesa Social do Rio Grande do Norte, 82 pessoas já foram presas, incluindo um traficante apontado como um dos chefes do sindicato do crime no estado, grupo apontado como articulador da onda de violência. “Temos a decisão de não retroceder, de expandir o controle”, disse Lundgren.

Os ataques começaram na sexta-feira (29), segundo o governo local, em retaliação à instalação de bloqueadores de celular no Presídio Estadual de Parnamirim, em Natal. O governo informou que o local foi selecionado para funcionar em regime diferenciado de gestão penitenciária, portanto, terá prioridade na adoção de controles e restrições mais rígidos.

O secretário disse que cerca de 40 veículos foram incendiados em todo o estado, parte do transporte urbano, parte de veículos oficiais. “Temos um dado levantado pelo setor do transporte urbano de prejuízo de cerca de R$ 2 bilhões em ônibus incendiados. Nas repartições públicas, os danos foram pequenos, embora tenha um simbolismo importante, não temos ainda contabilizados”, disse.

Ameaças à população

Lundgren pediu aos moradores do Rio Grande do Norte que mantenham a rotina diária. “A população se sente assustada, mas ao mesmo tempo se sente com a responsabilidade de mostrar que o temor não pode interferir na rotina diária. Precisa agir com precaução, mas precisa manter a situação constante”, disse.

Sobre as ameaças que circulam nas redes sociais, supostamente enviadas por presos insatisfeitos com a instalação dos equipamentos, o governo do estado informou, em nota, que “mantém plano de contingência, preventivo e repressivo, para evitar que venham a ser concretizar” [as ameaças] e recomendou à população que mantenha suas atividades normais, “com a cautela de evitar a propagação de boatos e informações não confirmadas”.

A Secretaria da Educação e da Cultura também informou que as atividades na rede estadual de ensino estão mantidas e que não há motivos para a interrupção das aulas.

Ocorrências

No total, foram notificadas 81 ocorrências sendo 47 incêndios, 20 tentativas de incêndios, sete disparos contra prédios públicos e proximidades, quatro envolvendo artefatos explosivos e três depredações. Os veículos incendiados (ônibus e microônibus) são 28. Foi acrescentado ao boletim um ato contra transporte público em Pendências.

As ocorrências foram registradas em 30 cidades: Natal, Parnamirim, Macaíba, São José de Mipibu, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró, João Câmara, Jardim de Piranhas, Assu, Tangará, São Gonçalo do Amarante, Touros, Maxaranguape, São Paulo do Potengi, Goianinha, Florânia, São José de Campestre, Canguaretama, Cruzeta, São Vicente, Tenente Laurentino, Jardim do Seridó, Pedro Avelino, Montanhas, Lagoa Nova, São Tomé e Pendências.

Operação Quartel Vazio

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN) realiza desde a tarde de terça-feira (2) a “Operação Quartel Vazio” como forma de aumentar o efetivo policial e intensificar o policiamento ostensivo na Região Metropolitana de Natal. A medida foi tomada, de forma extraordinária, como forma de garantir a segurança e a paz social.

A missão foi determinada pelo Comandante Geral da PMRN, Coronel Dancleiton Pereira Leite, visando reforçar o policiamento ostensivo nas ruas, conforme Boletim Geral de nº 142, de 2 de agosto de 2016. Todos os policiais que trabalham nos setores administrativos do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do RN, como Diretorias e Seções, estão trabalhando ostensivamente nas ruas, salvo os incapacitados por motivo de saúde.

Chegada das tropas:

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!