PP permanece na base do governo até votação do processo de impeachment de Dilma

Em decisão discutida nesta quarta-feira (6), o Partido Progressista (PP) resolveu permanecer na base governista até a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, que se encontra em análise na Câmara dos Deputados.

O presidente do partido, senador Ciro Nogueira (PP-PI), negou qualquer negociação de cargo em troca de votos a favor do governo. “Ninguém do partido está autorizado, nem vai negociar em nome do partido até a votação do impeachment”, declarou. Nogueira afirmou, ainda, que uma parte minoritária da bancada do PP defende a saída do governo.

O PP é a terceira maior bancada da Câmara, com 51 deputados. Para dar prosseguimento ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, são necessários 342 votos favoráveis no Plenário.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!