Home Notícias Pesquisadores encontram o evangelho mais antigo em máscara mortuária

Pesquisadores encontram o evangelho mais antigo em máscara mortuária

Pesquisadores encontram o evangelho mais antigo em máscara mortuária
0

Um pedaço de papiro usado para fazer uma máscara para uma múmia pode conter a cópia mais antiga conhecida de um evangelho. O material reciclado tem parte do Evangelho de Marcos, que foi escrito no primeiro século e antecede a cópia mais velha sobrevivente de textos bíblicos por cerca de um século, de acordo com especialistas. As informações são do Daily Mail.

O texto, que poderá ser publicado em breve, foi extraído utilizando uma técnica que permite que a cola utilizada na construção de máscaras possa ser dissolvida sem prejudicar a tinta sobre o papiro. Isto, contudo, pode destruir o produto manufaturado original. Enquanto as máscaras mortuárias dos faraós podem ter sido feitas de ouro, era comum que os antigos egípcios de status inferior fossem enterrados com máscaras construídas a partir de papiro, tinta e cola – um tipo de papel machê.

Como naquela época o papiro era caro, as pessoas geralmente reutilizavam os que já estavam escritos. Cientistas da Acadia Divinity College, em Wolfville, Nova Escócia, descolaram a máscara para fazer estudos. Craig Evans, professor de Estudos do Novo Testamento, disse ao LiveScience : “Estamos recuperando documentos antigos do primeiro, segundo e terceiro séculos usado em máscaras de múmia”. Ele disse ainda que os textos clássicos gregos, incluindo a poesia de Homero, documentos bíblicos, documentos de negócios e cartas foram encontrados até agora.

Como naquela época o papiro era caro, as pessoas geralmente reutilizavam os que já estavam escritos
Como naquela época o papiro era caro, as pessoas geralmente reutilizavam os que já estavam escritos

A equipe foi capaz de datar o fragmento de evangelho, examinando documentos encontrados na mesma máscara, que foi destruída por causa da natureza da técnica. Enquanto alguns estudiosos têm criticado a prática, o professor Evans disse que a máscara em questão não era da qualidade do museu e revelou textos interessantes. O Evangelho segundo Marcos é o segundo, e mais curto, livro do Novo Testamento. Pensa-se que Marcos escreveu seu evangelho em meados dos anos 60 D.C – cerca de 30 anos após os eventos que ele está descrevendo.

A maioria dos estudiosos o consideram como o mais antigo dos evangelhos e é trabalho de um autor desconhecido. No evangelho, Marcos conta do ministério de Jesus – desde seu batismo até sua morte e enterro e da descoberta do túmulo vazio. Entretanto, não há narrativa do nascimento, nem quaisquer aparições pós-ressurreição. Ela retrata Jesus como um herói, um exorcista, curandeiro e milagreiro. Jesus mantém sua identidade de messias em segredo, escondendo-o em parábolas para que mesmo os discípulos não consigam entender. Tudo isso está de acordo com a profecia, que predisse o destino do Messias como “Servo Sofredor”.

Bem como estudar os outros documentos utilizados para fazer a máscara, os especialistas dataram o fragmento do evangelho através da análise do texto manuscrito e usando datação por carbono. Os pesquisadores acreditam que ele foi escrito antes do ano 90, no entanto, mais informações não podem ser compartilhadas até que o texto seja publicado no final deste ano, junto com outras peças de papiro encontrados em máscaras de múmia. Apesar de ser pequeno em tamanho, os especialistas afirmam que o fragmento bíblico irá fornecer pistas sobre se o Evangelho de Marcos mudou ao longo dos séculos.

O professor Evans está interessado em quanto tempo o papiro com o evangelho foi utilizado antes de ser transformado em parte de uma máscara, pois poderia lançar luz sobre como os textos bíblicos foram copiadas ao longo do tempo. Ele explicou: “Temos todas as razões para acreditar que os escritos originais e respectivas cópias mais antigas teriam circulado por cem anos, na maioria dos casos – em alguns casos, muito mais tempo, algo em torno de 200 anos”. Isto significa que um escriba poderia ter copiado no terceiro século, ou, por exemplo, a partir de um original escrito séculos antes. O fragmento do papiro e outros textos obtidos a partir de máscaras de múmia será publicado ainda este ano.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!