Home Notícias Saúde Dicas de Saúde Pesquisadores descobrem substância na romã que combate o envelhecimento

Pesquisadores descobrem substância na romã que combate o envelhecimento

Publicidade

Pesquisadores descobrem substância na romã que combate o envelhecimento
Foto: Reprodução / Slim 360
0
Publicidade

Uma pesquisa divulgada na semana passada por cientistas da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), na Suíça, apontou que a substância Urolithin A, produzida no corpo por meio da ingestão da romã, é uma forte aliada no combate ao envelhecimento. A descoberta foi feita após um teste realizado em ratos, no qual o componente aumentou em 42% a resistência e a força muscular dos animais.

Esse fator apenas reforça a fama da romã como uma alternativa para a ação anti-idade. Não à toa, ela é conhecida como a “fruta da prosperidade”, devido a seus inúmeros benefícios, como a diminuição dos sintomas da menopausa, o aumento da imunidade, a prevenção de inflamações e o controle do colesterol.

No Brasil, a forma mais prática e comum de consumir o alimento é comer as sementes frescas da romã ou até mesmo por meio do suco. Pensando nisso, a empresa Juxx, pioneira na fabricação de bebidas funcionais, conta em seu portfólio com o sabor romã nas versões tradicional e zero açúcar. “O suco possui muita fruta e não contém corantes, conservantes e aromatizantes artificiais, mantendo, desta forma, a riqueza dos nutrientes”, conta Edson Mazeto, diretor executivo da empresa.

Características nutricionais da romã

A romã é uma fruta nutricionalmente interessante. Rica em vitaminas A, C, E e ácido fólico, é uma importante fonte de antioxidantes e compostos essenciais para o metabolismo humano.

Alguns especialistas afirmam que o consumo dessa fruta pode fazer tão bem quanto o hábito de tomar uma taça de vinho ou uma xícara de chá verde por dia, por isso ela tem se tornado cada vez mais presente no mercado da alimentação saudável.

Benefícios para a saúde

Consumir a romã regularmente pode trazer vários benefícios para o nosso organismo:

Redução do risco de alguns tipos de câncer

A romã é uma excelente fonte de flavonoides, que são oxidantes naturais encontrados em alguns alimentos como, por exemplo, a uva. Os flavonoides já são apontados por especialistas como importantes nutrientes na redução do risco de se desenvolver alguns tipos de câncer, uma vez que atuam combatendo a ação de radicais livres em tecidos corporais.

Dessa forma, pessoas que apresentam alto risco de desenvolver câncer de próstata e de mama podem se beneficiar do consumo dessa fruta.

Controle do colesterol

O poder antioxidante da romã também ajuda a diminuir os níveis de colesterol circulante no sangue, reduzindo o risco de formação de placas de gordura nas artérias cardíacas, melhorando assim o funcionamento do sistema cardiovascular como um todo.

Tratamento mais eficaz da diabetes

Pacientes que têm diabetes também são favorecidos pelo consumo dos antioxidantes encontrados nessa fruta, que ajudam a reduzir os efeitos da elevação da glicose sanguínea em tecidos cardíacos, nos rins, nos olhos e na pele, diminuindo a chance de complicações da doença.

Proteção contra as placas bacterianas

Você sabia que as propriedades antibacterianas da romã podem ser muito importantes para a saúde dos seus dentes? O consumo regular desse alimento ajuda a reduzir os efeitos das placas bacterianas na nossa arcada dentária, aumentando a qualidade da saúde bucal.

É importante ressaltar que apesar de apresentar todos os benefícios citados acima, o consumo da romã só conseguirá atuar de maneira vantajosa no nosso organismo se estiver associado com uma dieta balanceada e à prática regular de atividades físicas. O consumo isolado da fruta não é capaz de aumentar significativamente a qualidade da nossa saúde.

Você já introduziu a romã na sua alimentação diária? Se ainda não, é melhor começar!

Publicidade

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!