Home Notícias Brasil RN Parnamirim Parnamirim terá apoio da FAB no combate ao Aedes aegypti

Parnamirim terá apoio da FAB no combate ao Aedes aegypti

Parnamirim terá apoio da FAB no combate ao Aedes aegypti
Foto: Divulgação
0

A Prefeitura de Parnamirim e a Força Aérea Brasileira (FAB) vão atuar juntos no combate ao mosquito Aedes aegypti no município. Nesta terça-feira (22), a coordenação epidemiológica da Secretaria de Saúde (Sesad) realizou na Base Aérea de Natal, a primeira, de uma série de capacitações teóricas e práticas para 150 soldados e 6 sargentos da FAB. O objetivo é capacitar os militares, para atuarem juntos aos agentes de saúde.

A ação faz parte da atuação integrada do Governo Federal, estados e municípios para combater o Aedes aegypti, tendo em vista o aumento dos casos de microcefalia, causado pela circulação do vírus zika em diversos estados do Nordeste. “Vamos colaborar ao máximo com a Prefeitura de Parnamirim para que o trabalho preventivo chegue em todos os bairros. Estaremos com nossos homens dando todo o suporte necessário”, frisou o tenente-coronel e comandante eventual da BANT, Alexandre Hoffmann.

Para o coordenador de promoção à Saúde de Parnamirim, Moizes Campos o apoio da Força Aérea será fundamental. “Será muito importante esse suporte da FAB. Pois vamos chegar com mais força aos bairros que apresentam maior índice de proliferação do mosquito, identificando os possíveis focos e evitando a sua reprodução”, disse.

A partir de janeiro, os 150 soldados se juntarão aos 90 de agentes de saúde do município para realizarem o trabalho focal de prevenção ao mosquito conhecido também por transmitir a dengue e o chikungunya.

Cada equipe será composta por um agente epidemiológico e dois militares que percorrerão as casas, nos horários das 7h às 13h, diariamente, para identificar os focos do mosquito, aplicar larvicidas em locais de água parada e orientar a população a respeito dos riscos do Aedes aegypti.

No próximo dia 28 terá início as capacitações práticas para até 30 soldados diariamente. Os treinamentos acontecerão na Base Aérea de Natal.

Levantamento

De acordo com a Sesad,de janeiro até novembro de 2015, Parnamirim registrou 1.651 casos notificados de dengue. Destes, 225 confirmados sorologicamente. Além disso, foram confirmados 13 casos do vírus zika,137 notificações de chikungunya e 7 registros de microcefalia. Apesar do elevado número de casos notificados neste ano, a média do índice de infestação predial de 1,1% é classificada como de baixo risco.

Os bairros que apresentam o maior número de incidência do mosquito são: Centro, Jardim Planalto, Liberdade e Boa Esperança.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!