Home Notícias Mundo Padre recebe prêmio após salvar a vida de centenas de muçulmanos

Padre recebe prêmio após salvar a vida de centenas de muçulmanos

Publicidade

Padre recebe prêmio após salvar a vida de centenas de muçulmanos
Foto: © REUTERS Siegfried Modola
0
Publicidade
Foto:  © REUTERS Siegfried Modola

Desconsiderando qualquer distinção religiosa, um padre tornou-se um herói para centenas de muçulmanos.  Dois anos atrás, quando os rebeldes muçulmanos de Seleka chegaram a Bossemptélé, o padre Kinvi atendeu tanto os sobreviventes quanto os insurgentes feridos. Em janeiro deste ano, quando a milícia cristã Anti Balaka foi implantada na aldeia, a fim de eliminar todos os muçulmanos, a ordem religiosa dos Camilo salvou a vida de centenas de muçulmanos também arriscando a sua própria. As informações são do Actualidad RT.

“Houve momentos de grande medo, mas tinha feito um voto para ajudar os doentes, mesmo que minha própria vida estivesse em risco”, disse o Padre ao jornal The Independent.

O maior ataque pela organização Anti Balaka em Bossemptélé foi realizado no dia 18 de janeiro. Após cinco horas de intenso tiroteio, o padre Kinvi veio para pegar as vítimas, muitas delas mulheres e crianças com deficiência, com um carrinho de mão.  “Um adolescente de 14 anos estava comigo e segurou a minha batina. Os membros do Anti Balaka viu e disseram nós devemos matá-lo, caso contrário ele irá crescer e um dia ele vai lutar contra nós“, disse Kinvi, que conseguiu convencer os insurgentes a não matar a criança.

O padre estava mesmo recebendo chamadas dos próprios militantes que o informaram que ele poderia recolher corpos de muçulmanos mortos. “Eles me disseram: Nosso trabalho é para matar, o seu enterrar”, disse ele.  “Em um ponto, ele colocou 28 corpos em uma vala comum”, lamentou.

O padre já viajou para Londres esta semana para receber um prêmio dado anualmente pela Human Rights Watch que se destacaram na defesa dos direitos humanos.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!