Home Notícias Brasil RN Pacientes recebem atendimento em macas improvisadas nos hospitais do RN

Pacientes recebem atendimento em macas improvisadas nos hospitais do RN

Publicidade

Pacientes recebem atendimento em macas improvisadas nos hospitais do RN
Corredores do Walfredo Gurgel (Foto: Divulgação)
0
Publicidade

A contagem do Corredômetro-RN nesta segunda-feira (29) constatou a presença de 161 pacientes recebendo atendimento em macas improvisadas nos quatro maiores hospitais do estado: Walfredo Gurgel e Santa Catarina, em Natal; Deoclécio Marques, em Parnamirim; e o Tarcísio Maia, em Mossoró. Na semana anterior, 157 pacientes estavam nesta situação.

Pela terceira vez neste ano, o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, supera o Hospital Deoclécio Marques, no total de macas. São 35 macas no Tarcísio Maia, sendo 14 nos corredores. A quantidade só é menor do que a do Walfredo Gurgel, o maior hospital do estado, onde 77 pacientes aguardam em macas.

Em apenas cinco semanas, a quantidade de pacientes no Tarcísio Maia já atingiu 42% do total apurado nas 23 semanas de contagem em 2015. Já são 118 pacientes em macas neste ano, contra 276 pacientes no ano anterior.

Deoclécio – A redução de pacientes em macas no Deoclécio Marques iniciou com a suspensão do atendimento por médicos de cooperativas e seguiu reduzindo com a inauguração da UPA em Parnamirim. São 34 pacientes em macas nesta semana, mas com 31 diretamente nos corredores.

Em 2015, o hospital de Parnamirim ocupou o segundo lugar na contagem, chegando a superar o Walfredo Gurgel em três semanas. E apresentou a maior quantidade total de pacientes em macas no corredor: foram 863 pacientes na soma das 23 contagens semanais, contra 713 macas no Walfredo Gurgel.

Com informações do Sindsaúde/RN

Publicidade

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!