Home Notícias Ciência O segredo da juventude pode estar no sangue, diz estudo

O segredo da juventude pode estar no sangue, diz estudo

O segredo da juventude pode estar no sangue, diz estudo
Foto: Pixabay
0

(ANSA) – Especialistas do Instituto de Ciência e Tecnologia de Okinawa (OIST), no Japão, estão conseguindo decifrar muitos segredos sobre o envelhecimento e como evitá-lo ao catalogar a composição do sangue de pessoas idosas e os comparando com amostras mais jovens. Segundo a revista científica Proceedings of Natural Academy of Sciences (PNAS), dos Estados Unidos, foram encontradas 14 moléculas cuja presença varia de acordo com a idade da pessoa — sete delas são abundantes no sangue dos jovens mas não nos mais velhos e vice versa.

As “moléculas da juventude” se tratam principalmente de antioxidantes e compostos fundamentais para a saúde dos músculos. Isto significa que uma dieta baseada nestas substâncias pode trazer benefícios para pessoas mais velhas, como apontam diversos estudos que sugerem que uma dieta rica em polifenóis — os antioxidantes presentes na uva, vinho tinto, chá, fruta e verduras em geral — podem retardar o envelhecimento do cérebro.

Não é de surpreender que as dietas mediterrânea e japonesa tenham sido reconhecidas por seu papel “anti-aging”, além evitar o Alzheimer, uma vez que são ricas em alimentos que contém antioxidantes como azeite, frutas, verduras, peixes e cereais. É na cidade japonesa de Okinawa, sede dos estudos citados pelo PNAS, que se encontram o maior número de pessoas “centenárias” do mundo. É lá também que doenças como câncer e Alzheimer, relacionadas à idade avançada, possuem uma incidência baixíssima e acredita-se que isso se deve justamente a alimentação rica em peixes, verduras e substâncias antioxidantes. Em comunicado, o professor Mitsuhiro Yanagida, que lidera o estudo, disse que “a longevidade é um grande mistério para nós” e que “queremos descobrir como as pessoas mais velhas poderão viver um final de vida feliz”.

Para a pesquisa, especialistas compararam o sangue de 15 jovens, com em média 29 anos, e 15 idosos, com em média 80 anos, medindo a concentração de grupos específicos de substâncias.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!