Moscou se diz ‘preocupada’ com ação da Turquia na Síria

(ANSA) – O Ministério do Exterior da Rússia divulgou em nota que o governo de seu país está “profundamente preocupado” com a ofensiva militar lançada pela Turquia, com apoio de grupos rebeldes, na Síria. A ação tem como objetivo tirar o Estado Islâmico (EI, ex-Isis) da cidade de Jarablus, bem como os curdos do Unidade de Proteção Popular (YPG).

“Estamos certos que a crise síria pode ser resolvida sobre as sólidas bases do direito internacional que inclui um abrangente diálogo intrasírio, com a participação de todos os grupos étnicos-confessionais, incluindo os curdos”, escreveu o órgão em nota.

Diferentemente de Ancara, Moscou é aliada do governo sírio de Bashar al-Assad e atua na realização de intervenções militares em parceira com os agentes fiéis à Assad. Porém, assim como os EUA, os russos não veem os grupos curdos da fronteira sírio-turca como terroristas, mas sim como aliados na luta contra o EI. Apesar do protesto russo, os rebeldes do Exército Livre da Síria, que é anti-Assad, informaram que conseguiram expulsar o EI do controle de Jarablus. A informação foi divulgada pela agência de notícias turca Anadolu.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!