Home Notícias Ciência Mamutes podem ser clonados e trazidos de volta à vida, dizem cientistas

Mamutes podem ser clonados e trazidos de volta à vida, dizem cientistas

Mamutes podem ser clonados e trazidos de volta à vida, dizem cientistas
Foto: BBC/Daniel Rasmussen
0
Foto: BBC/Daniel Rasmussen

Atualmente só podemos ver os famosos mamutes através das telas dos cinemas, em animações como “A Era do Gelo”. No entanto, cientistas pretendem trazê-los de volta à vida após encontrarem um corpo de um mamute congelado nos desertos de neve da Sibéria. As informações são do Daily Mail.

A mamute, que viveu a cerca de 40.000 anos atrás, está em tão boas condições que os biólogos acreditam que eles podem ser capazes de clonar a criatura. Uma autópsia feita no animal da Idade do Gelo, que foi apelidado de Buttercup por cientistas, será mostrado em um documentário no final deste mês.

Os cientistas pretendem trazer os mamutes de volta após encontrar um corpo preservado na Sibéria. Foto: Reprodução/Daily Mail
Os cientistas pretendem trazer os mamutes de volta após encontrar um corpo preservado na Sibéria. Foto: Reprodução/Daily Mail

Os cientistas esperam que, eventualmente, eles serão capazes de reintroduzir as enormes criaturas de volta para a vida selvagem, dezenas de milhares de anos depois que se tornaram extintas. Insung Hwang, um geneticista sul-coreano, disse ao jornal The Independent : “Trazendo de volta o mamute, quer seja através de clonagem ou da engenharia genética seria um processo extremamente longo. Estamos tentando ao máximo para tornar isso possível dentro de nossa geração”.

Os restos do mamute, que teve seus últimos passos em torno de 40 mil anos atrás, estão em tão boas condições que os biólogos acreditam que eles podem ser capazes de clonar o animal. Foto: Daily Mail/Reprodução
Os restos do mamute, que teve seus últimos passos em torno de 40 mil anos atrás, estão em tão boas condições que os biólogos acreditam que eles podem ser capazes de clonar o animal. Foto: Daily Mail/Reprodução

A fêmea mamute adulta foi descoberta em Maio de 2013. Com 2.44 metros de altura, estima-se que a mamute tenha morrido com a idade de 50 anos, ela é em torno do mesmo tamanho de um elefante. A maior parte de seu corpo, três pernas, sua cabeça e seu tronco ainda estavam intactos, apesar de que os cientistas supõe que a Buttercup foi atacada por predadores após ficar presa em um pântano.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!