Home Notícias Brasil Jornal britânico “Financial Times” diz que Brasil parece filme de terror sem fim

Jornal britânico “Financial Times” diz que Brasil parece filme de terror sem fim

Jornal britânico “Financial Times” diz que Brasil parece filme de terror sem fim
Presidenta Dilma Rousseff durante encerramento da Cúpula Empresarial Brasil-Estados Unidos. (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
0

(ANSA) – O jornal britânico “Financial Times” publicou um editorial criticando a situação econômica e política do Brasil e disse que a situação atual parece “um filme de terror sem fim”. Intitulado de “Recessão e politicagem: a crescente podridão no Brasil”, o texto diz que a “incompetência, arrogância e corrupção abalaram a magia do Brasil. Combinado com o fim do boom das commodities, tudo isso tem levado a oitava maior economia do mundo para uma recessão profunda”.

Citando o escândalo de corrupção da Petrobras, a publicação destaca que “mais de 50 políticos” estão envolvidos no caso e cita os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Porém, o “FT” destaca que as prisões e as próprias investigações mostram “a força da democracia no país”. O jornal também fala que os políticos, por enquanto, não estão querendo a queda de Rousseff, mas que isso pode mudar de acordo com as revelações – com um destaque para Eduardo Cunha, que anunciou o rompimento com o governo após ser envolvido na Lava Jato.

Sobre a economia, o periódico cita a desistência da “nova matriz econômica” e elogia às medidas que estão sendo tomadas para corrigir os erros do passado. O “FT” destaca o pragmatismo dos brasileiros e destaca que Dilma sentirá “solidão no poder” nos próximos três anos. “Brasileiros são pragmáticos. Então, o pior cenário de um impeachment caótico pode ser evitado. Ainda assim, mercados começam a colocar no preço esse risco. Pode ser muito bem que tempos piores ainda estejam por vir para o Brasil”, diz o texto.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!