Home Notícias Brasil RN Governo do RN recebe apoio de universidades para construção de um estudo de Planejamento dos Recursos Hídricos do Estado

Governo do RN recebe apoio de universidades para construção de um estudo de Planejamento dos Recursos Hídricos do Estado

Publicidade

Governo do RN recebe apoio de universidades para construção de um estudo de Planejamento dos Recursos Hídricos do Estado
Governador do RN firma parceria com universidades do Estado. Foto: Ivanizio Ramos
0
Publicidade

O Governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, solicitou apoio para a construção de um Diagnóstico e Planejamento para os Recursos Hídricos do Estado durante uma audiência no final da tarde de hoje, 19, com todos os reitores e representantes das Universidades Públicas de Ensino Superior do Estado. “A falência hídrica no Brasil é um fato. Diante dessa situação, estamos tentando nos antecipar e é de extrema importância que haja a participação das Universidades nesse processo de construção de um Diagnóstico e um Planejamento Estadual dos Recursos Hídricos”, disse o Governador. A reunião contou com a presença da senadora Fátima Bezerra e representantes das Universidades do Estado, incluindo a reitora da UFRN, Ângela Paiva; o reitor da UERN, Pedro Fernandes; José de Arimatea de Mattos, da UFERSA e Wyllys Abel Farkatt, pró-reitor de Planejamento do IFRN. Todos se mostraram dispostos a contribuir com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) na construção desse documento. Mas, o tema principal da reunião foi a avaliação e perspectivas futuras da Fundação de Apoio à Pesquisa (Fapern), gerida pelo Estado e que tem como função primordial ser o elo entre as instituições de ensino superior, o Estado, e a indústria, empresas e sociedade.

O acordo foi firmado em uma reunião com reitores e representantes das Universidades Públicas de Ensino Superior do Estado. Foto: Ivanízio Ramos
O acordo foi firmado em uma reunião com reitores e representantes das Universidades Públicas de Ensino Superior do Estado. Foto: Ivanízio Ramos

De acordo com a professora Tereza Neuma de Castro Dantas, nomeada presidente da Fapern, as demandas mais urgentes dizem respeito ao orçamento previsto de R$ 5 milhões e as contrapartidas do Governo, firmadas em projetos de pesquisa e convênios anteriores, cuja soma ultrapassa esse valor. “Precisamos sanear as contas para ficarmos adimplentes para novos investimentos”, disse a senadora Fátima Bezerra, endossada pelo Governador Robinson Faria que durante a reunião lembrou de sua vontade de ampliar o incentivo à pesquisa científica no Estado, com a criação de uma Secretaria de Ciência e Tecnologia. “Precisamos fazer um esforço de negociação com as instituições que já firmaram convênio com a Fapern e renegociar como for possível, de maneira que a Fapern continue a fomentar a Ciência e a pesquisa no nosso Estado”, disse Robinson Faria, que adiantou também que dentro dos próximos dias a Fapern deverá ter uma conversa com a Secretaria de Estado, do Planejamento e das Finanças (Seplan).

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!