Home Concurso Público Fez um concurso público e discordou da correção da prova? Saiba como recorrer

Fez um concurso público e discordou da correção da prova? Saiba como recorrer

Fez um concurso público e discordou da correção da prova? Saiba como recorrer
Foto: Reprodução / Google imagens
0

Após a realização de um concurso, a banca sempre divulga o chamado gabarito preliminar e este é o momento que o candidato pode recorrer, porque após a divulgação do resultado oficial, as bancas não aceitam mudanças nos gabaritos. Mas como fazer isso, como recorrer contra o resultado preliminar, para tentar garantir a aprovação?

Quando o candidato recebe a divulgação de um resultado preliminar, ele deve apresentar o seu recurso, em qualquer tema ou ponderação que entenda justificar. Todo concurso obrigatoriamente deve constar de um momento no qual será dedicado aos candidatos essa possibilidade de recorrer. Mas é interessante que o candidato saiba se ele tem efetivo conhecimento da matéria, porque existem questões dúbias e o aconselhamento de profissionais é interessante.

Procedimento

O recurso de provas de concursos públicos serve para que o candidato que se sentiu lesado pela correção ou gabarito da prova possa recorrer administrativamente. Assim, o candidato deverá solicitar formalmente que sua prova e/ou gabarito seja revisto pela Banca Examinadora. Nesta solicitação, denominada “Recurso de Prova” deve incluir o número da questão e a argumentação. Essa argumentação é o porquê o candidato discorda da correção do examinador.

O candidato deverá ser claro, consistente e objetivo na elaboração de seu recurso nas provas de concursos públicos. A respeito de aspectos gramaticais, a gramática deverá ser a base da fundamentação. Porém, se for acerca de conteúdo, deverá incluir a legislação pertinente ou jurisprudência relativa ao assunto ou então, alguma citação de livro, de preferência incluso na própria bibliografia do edital. Sempre indicando o título do livro e a respectiva página.

O edital geralmente normatiza quais as regras que o candidato deverá observar para entrar com recurso. Essas regras podem incluir o formato da solicitação, o tamanho máximo de páginas, as datas limites para apresentar o recurso e o local onde deve ser entregue a documentação. Alguns dias depois, a Banca Examinadora divulga o resultado final do Concurso, então torna-se público se o recurso foi aceito ou indeferido. A banca tem por obrigação analisar todos os recursos dos candidatos, mas não é obrigada a acatá-los. Por isso, é muito importante que o candidato escreva claramente o seu recurso, inclusive, pode solicitar ajuda de professores ou especialistas na área.

O recurso deverá primar pela clareza, objetividade, simplicidade vocabular, organização de informações, fundamentação e correção gramatical. Outros pontos que também pode-se recorrer é, se algum item do conteúdo da prova ficou fora da bibliografia abrangida no edital, ou se a soma dos pontos ficou incorreta.

Dicas Importantes

No cabeçalho, usa-se Sr. Examinador;
Depois, coloca-se o que se pretende: Interpor recurso para revisão de prova;
Em seguida, expõe-se a questão com fundamentação doutrinária;
Então, faze-se o pedido de forma sucinta e objetiva;
Não se deve responder novamente a questão, e sim, argumentar contra a resposta do examinador, apresentando fundamentos comprobatórios.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!