Home Notícias Política Dos oito deputados federais do RN, sete votaram a favor do impeachment

Dos oito deputados federais do RN, sete votaram a favor do impeachment

Dos oito deputados federais do RN, sete votaram a favor do impeachment
Foto: Reprodução
1

Conforme antecipado pelos parlamentares, a bancada do Rio Grande do Norte na Câmara dos Deputados deu sete dos seus oito votos pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Votaram a favor os deputados federais Rogério Marinho (PSDB), Felipe Maia (DEM), Rafael Motta (PSB), Walter Alves (PMDB), Antônio Jácome (PTN), Fábio Faria (PSD) e Beto Rosado (PP). Já a deputada Zenaide Maia (PR), votou contra.

A votação se deu por ordem alfabética. O primeiro a votar, deputado Antônio Jácome (PTN) falou: “Senhor presidente. Nunca foi tão atual a palavra bíblica que diz: ‘E se o meu povo que chama pelo meu nome se humilhar e orar e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus e perdoarei seus pecados e sararei a sua terra’. Por uma nova ordem política, pelo fim da corrupção, pelos meus irmãos brasileiros, pelos meus irmãos norte-riograndenses, em homenagem a memória do meu pai e da minha saudosa irmã Ozanite, meu voto é sim.”

Beto Rosado (PP): “Agradeço a todo o Partido Progressista que entendeu o sentimento das ruas e de toda sua bancada, e votou majoritariamente. Fez questão de fechar o voto em favor do impeachment. Quero aqui dizer que nós agora temos a oportunidade de sonhar. Oportunidade de ter esperança por um futuro melhor. Quero aqui saudar a minha cidade Mossoró, a todo o povo potiguar, a minha família, meu pai Betinho Rosado que foi parlamentar por cinco mandatos aqui nesta casa. O meu voto é sim.”

Fábio Faria (PSD): “Pela união do Brasil, com fé nas nossas instituições, e pela retomada do crescimento eu voto sim, senhor presidente.”

Felipe Maia (DEM): “Senhor presidente. Pelo respeito à Constituição Federal, pelo respeito às outras leis do nosso país. Pelo ordenamento jurídico que regulamenta o crime de responsabilidade civil. Pelo povo do Brasil, pelo povo do Rio Grande do Norte. Por todos aqueles que ocupam as ruas do nosso Brasil para pedir mudanças para esse País. Pelas famílias que estão desempregadas que já somam 10 milhões de famílias. E para que o Brasil possa, senhor presidente, ter uma luz no fim do túnel, eu voto sim ao impeachment da presidente Dilma.”

Rafael Motta (PSB): “Senhor presidente, caros colegas, deputados e deputadas. A frustração de uma nação é o maior peso que o parlamentar pode levar na sua consciência. Pelos jovens do Brasil, pelas futuras gerações, pelo estado do Rio Grande do Norte, por Natal, e pelo meu País, eu voto sim”.

Rogério Marinho (PSDB): “Pela coerência com os meus eleitores e respeito a minha família. Aos meus pais que me deixaram um legado e aos meus filhos a quem eu quero transmitir, de respeito ao meu País. Contra um partido que aparelhou o nosso País. Que utiliza-se da politica externa nacional para utilizar recursos do País para financiar ditaduras bolivarianas sanguinárias. Outra, aqueles que se utilizam da educação para doutrinar e assediar nossas crianças. Por melhores dias para nosso País, livre desta quadrilha que se entranhou no nosso seio, e com todo coração, sim, fora Dilma!”

Walter Alves (PMDB): “Senhor presidente. Na esperança de dias melhores, em nome do povo do meu estado, que me concedeu 191 mil votos. Em nome do povo do Rio Grande do Norte e do Brasil, eu voto sim.”

A única a votar contrária ao processo de impeachment, Zenaide Maia (PR) criticou o vice-presidente da República e o presidente da Câmara. “Pela democracia, pelos avanços sociais, por saber que Eduardo Cunha e Michel Temer não é solução para o nosso país e pelas famílias brasileiras, eu voto não”, justificou.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
  • marcia paula

    gostaria de se informada ,obrigada ,pois e de grande interesse da naçao..

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!