Home Notícias Brasil RN Natal Direito ao Cinema debate criminalidade e sistema prisional no Brasil

Direito ao Cinema debate criminalidade e sistema prisional no Brasil

Direito ao Cinema debate criminalidade e sistema prisional no Brasil
0

No próximo sábado (07), o projeto Direito ao Cinema vai misturar ficção e realidade numa sessão que aborda criminalidade e a forma como é vista pela sociedade. A exibição do filme “Minority Report”, que acontece na Estácio Alexandrino, a partir das 13h, abre debate sobre o sistema prisional e o Direito Penal. O evento é aberto ao público e oferece certificado de quatro horas para alunos de outras instituições.

Minority Report, uma ficção cientifica, passa-se em Washington no ano de 2054 e apresenta o trabalho desenvolvido por uma Divisão de Pré-crime, que conseguiu acabar com os assassinatos na cidade. Nesse setor da polícia, o futuro é visualizado antecipadamente por paranormais, os precogs, e o culpado é punido antes que o crime seja cometido. Durante o filme, o personagem John Anderton, vivido pelo ator Tom Cruise, descobre diversas fraudes no sistema e uma delas é que as pessoas têm o poder de mudar seu próprio destino.

A professora e psicóloga Maria Fernanda Cardoso, responsável pelo projeto, destaca a importância de discutir a forma como o crime é visto pela população, aliando a Criminologia à Psicologia. “Certas linhas que trabalham o Direito Criminal acreditam que é possível prever o nível de periculosidade do criminoso e essa ideia levanta a discussão de que isso pode gerar estigmas e preconceitos, já que haveria um pré-julgamento”, lembra a psicóloga.

Para debater o filme e o tema proposto, após a sessão haverá uma mesa redonda com Adriano Moralles, agente penitenciário e graduando do curso de Direito, e Rafael Albuquerque, doutor em Psicologia pela UFRN e psicólogo social.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!