Home Notícias Política Dilma Rousseff afirma que momento de dificuldade econômica do país é “temporário”

Dilma Rousseff afirma que momento de dificuldade econômica do país é “temporário”

Publicidade

Dilma Rousseff afirma que momento de dificuldade econômica do país é “temporário”
Foto: divulgação
0
Publicidade

Segundo a presidente Dilma Rousseff, se o Congresso Nacional aprovar o ajuste fiscal sugerido pelo governo federal, o país sairá da crise econômica no “curto prazo”. Dilma ainda afirmou nesta sexta-feira (20) que o momento de dificuldade econômica do país é “temporário”.

A proposta de ajuste fiscal enviado pelo Executivo federal ao Congresso Nacional envolve medidas que o governo pretende adotar para reduzir os gastos e reequilibrar as contas públicas. A redução da desoneração da folha de pagamento das empresas e a mudanças nas regras de acesso a benefícios trabalhistas, como o seguro desemprego e pensão por morte, estão entre as medidas a serem adotadas.

No discurso, a presidente disse: “Juntos, aprovando o ajuste [fiscal], sairemos disso num curto prazo. Por isso, é importante aprovar o ajuste, porque ajustar é da vida. Todo mundo faz isso. Não estamos ajustando porque gostamos, mas porque o país tem de continuar crescendo, gerando emprego e fazendo políticas sociais”.

Dilma disse ainda que o Brasil viveu nos últimos meses momentos “bastante tensos”. Ao defender o ajuste, a presidente voltou a dizer que nos últimos anos o governo absorveu os efeitos da crise econômica mundial. Ela citou as desonerações da cesta básica e da folha de pagamento das empresas. A presidente, porém, enfatizou que o governo “não tem como continuar absorvendo tudo”. “E nós não estamos pedindo para ninguém assumir toda a responsabilidade. O que estamos dizendo é que algumas coisas nós continuaremos assumindo, como a desoneração da cesta básica, responsável por um valor significativo”, disse.

As informações são do G1.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!