Home Notícias Brasil RN Diferenciais do RN para receber hub da TAM no Nordeste são apresentados

Diferenciais do RN para receber hub da TAM no Nordeste são apresentados

Publicidade

Diferenciais do RN para receber hub da TAM no Nordeste são apresentados
Praia da Redinha - Natal/RN (Foto: Assecom/Governo do RN)
0
Publicidade

O governo do Rio Grande do Norte deu mais um passo importante para receber o primeiro hub – centro de conexões de voos domésticos e internacionais – do Nordeste para o grupo Latam Airlines (das companhias aéreas Tam e Lan). Em uma reunião realizada em São Paulo, na tarde desta segunda-feira (4), o governador Robinson Faria apresentou ao grupo uma série de argumentos que credencia o estado a receber o investimento. Ao final da reunião, a representante das empresas aéreas anunciou que irá aprofundar o estudo das vantagens do RN.

Também estão na disputa os estados do Ceará e Pernambuco. Entre os critérios que serão analisados, segundo documento enviado ao governo do RN, estão a localização geográfica, infraestrutura aeroportuária e seu potencial de desenvolvimento, além das condições de bom atendimento ao cliente. A previsão de escolha do estado que sediará o novo hub é até o fim deste ano. A estimativa é que o início das operações ocorra em dezembro de 2016.

A abertura da reunião foi feita pela presidente do grupo Latam, Cláudia Sender, que apontou os motivos que justificaram a escolha do Nordeste para a implantação do novo hub. Entre eles, o alto PIB (Produto Interno Bruto) per capita e o turismo local desenvolvido. “Nossos estudos apontam que o impacto do hub onde for instalado será de geração de 8 a 12 mil empregos e R$ 3,9 bilhões em investimentos”, destacou Cláudia, citando como exemplo Dubai, nos Emirados Árabes, que se tornou um dos maiores centro de conexões do mundo. “É uma localidade que aproveitou sua posição geográfica para gerar riquezas”, destacou.

Em sua apresentação, o governador Robinson demonstrou que a posição geográfica do aeroporto potiguar, situado na grande Natal, coloca o Rio Grande do Norte em vantagem, principalmente para viagens e conexões internacionais. O RN – esquina da América do Sul – é o estado brasileiro mais próximo dos continentes europeu e africano. No Nordeste, está em uma posição de equidistância entre as capitais.

O líder do Executivo estadual ainda apontou que o Rio Grande do Norte é um dos poucos estados que contam com uma refinaria de Querosene de Aviação (QAV) no Nordeste. Além disso, diante da redução do ICMS sobre o combustível de 17% para 12%, realizada em sua gestão, propiciou a redução dos custos das empresas aéreas com o insumo responsável.

A infraestrutura aeroportuária da primeira concessão privada do Brasil também foi um diferencial apresentado. O aeroporto Aluízio Alves, com 15.000 km², possui a maior área patrimonial e maior pista de pouso (3.300 x 60) entre os três aeroportos que participam da disputa. O terminal tem a maior capacidade ociosa, trabalhando atualmente com apenas 40% da demanda possível, hoje 6,2 milhões.

“A previsão é de que até dezembro de 2016, os dois acessos ao aeroporto sejam concluídos, totalizando cerca de 25 km de infraestrutura viária”, salientou o governador, ainda sobre a infraestrutura do aeroporto. O terminal também se interligará à grande Natal, por meio do projeto de Veículo Leve sobre Trilho (VLT), já em implantação. A apresentação de dados técnicos foi feita pelo secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira.

O potencial turístico foi lembrado, dada a ampla rede hoteleira, com mais de 40 mil leitos, e as avaliações positivas feitas pelos quase 2,5 milhões de turistas que desembarcam todos os anos no estado. No quesito qualidade de vida, o estado também se destaca: O Rio Grande do Norte possui o maior Índice de Desenvolvimento Humano (0,684), entre os três estados, e a melhor expectativa de vida do Nordeste (74 anos).

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!