Desemprego cai para 13% e atinge 13,5 milhões de pessoas

Comparada a janeiro-março de 2017 (13,7%), taxa de desocupação teve sua primeira queda estatisticamente significativa desde o último trimestre de 2014

taxa de desemprego no Brasil caiu para 13% no trimestre entre abril e junho de 2017. O percentual é 0,7 menor quando comparado com o trimestre entre janeiro e março deste ano, no entanto, se manteve 1,7 ponto percentual acima da taxa do mesmo trimestre móvel de 2016 (11,3%).

Este foi o primeiro recuo estatisticamente significativo dessa taxa desde o trimestre outubro / dezembro de 2014. De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desemprego atingiu 13,5 milhões de pessoas, recuando 4,9% (menos 690 mil desocupados) em relação ao trimestre móvel anterior, mas ficou 16,4% acima do contingente estimado no mesmo trimestre móvel de 2016.

Já o nível da ocupação (percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar) foi estimado em 53,7%, com alta de 0,6 ponto percentual frente ao trimestre janeiro-março de 2017, (53,1%) e queda de -0,9 ponto percentual em relação ao mesmo trimestre móvel de 2016. O número de empregados com carteira de trabalho assinada foi de 33,3 milhões de pessoas, mantendo-se estável frente ao trimestre anterior (janeiro a março de 2017) e recuando -3,2% em relação ao mesmo trimestre móvel de 2016 (- 1,1 milhão de pessoas com carteira assinada).

O rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos pelas pessoas ocupadas foi estimado em R$ 2.104 no trimestre de abril a junho de 2017, mostrando estabilidade tanto frente ao trimestre de janeiro / março de 2017 (R$ 2.125) quanto em relação ao mesmo trimestre de 2016 (R$ 2.043).

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!