Home Notícias Economia Depois de inverterem tendência, dólar cai e bolsa fecha em alta

Depois de inverterem tendência, dólar cai e bolsa fecha em alta

Depois de inverterem tendência, dólar cai e bolsa fecha em alta
Foto: Carlos Severo/ Fotos Públicas
0

Depois de um início de dia de oscilações, o dólar e a bolsa de valores viraram durante a tarde e fecharam com números positivos. O dólar comercial encerrou esta quarta-feira (16) com queda de R$ 0,024 (-0,63%), sendo vendido a R$ 3,739. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou o dia com alta de 1,34%, aos 47.763 pontos.

O dólar começou a sessão em alta. Na máxima do dia, por volta das 11h40, chegou a ser vendido a R$ 3,836. A partir das 12h30, no entanto, a alta diminuiu após a confirmação da ida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil. A cotação fechou perto da mínima do dia, R$ 3,737.

O mesmo ocorreu com a bolsa de valores. O índice Ibovespa iniciou o dia em baixa, mas reverteu a tendência a partir das 15h e passou a subir. As ações da Petrobras, as mais negociadas, tiveram forte alta. Os papéis ordinários, que dão direito a voto em assembleia de acionistas, encerraram com alta de 7,74%, em R$ 9,60. As ações preferenciais, que dão preferência na distribuição de dividendos, subiram 9,38%, para R$ 7,23.

Além do cenário interno, o mercado financeiro foi influenciado pelo fim da reunião do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano). O órgão manteve os juros básicos dos Estados Unidos entre 0,25% e 0,5% ao ano, citando riscos que uma alta de juros agravaria os riscos sobre a economia global.

A perspectiva de que os juros da maior economia do planeta não subam tão cedo favorece o Brasil. Isso porque taxas baixas no exterior estimulam a entrada de capital financeiro em países de juros altos, como o Brasil, pressionando para baixo a cotação do dólar.

Agência Brasil 

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!