Home Notícias Economia Negócios Cinco razões para investir no mercado de Vestuário Feminino e ter sucesso

Cinco razões para investir no mercado de Vestuário Feminino e ter sucesso

Cinco razões para investir no mercado de Vestuário Feminino e ter sucesso
Foto: Pixabay
0

Formado por 160 mil pontos de vendas e gerando uma receita de aproximadamente R$ 200 bilhões, o mercado de vestuário brasileiro é considerado o quinto maior do mundo com um consumo de 6,6 bilhões de peças ao ano, segundo os levantamentos do IEMI (Instituto de Estudos de Marketing Industrial).  No franchising, o setor ocupou a quarta posição com 7,4% na composição do faturamento de 2015 de acordo com dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising).

O universo feminino tem grande destaque para o segmento, estudos recentes realizados pela Nielsen apontam que após cobrir gastos essenciais, 28% do salário restante das mulheres são destinados a roupas novas. O fundador da Rabusch – rede de franquias referência em vestuário feminino – Alcides Debus, atua neste mercado há 30 anos. A rede possui 43 unidades, destas mais da metade são franquias. Ele abandonou a vida de funcionário público para se dedicar as lojas e compartilha os motivos que o fez tomar está decisão e investir no mercado de vestuário feminino, veja a seguir:

1 – Crise não é razão para desespero

O setor é considerado essencial e com um dos maiores crescimentos.  “Em tempos de crise, as mulheres não deixam de comprar roupas, apenas diminuem a intensidade. As promoções e o atendimento são alguns dos segredos para aumentar as vendas”.

2 – É possível vender oferecendo consultoria

O produto tem que ser o ponto forte da marca, mas a loja não deve somente se preocupar em vender ou promover, como também, oferecer todo o apoio, atenção e ajuda que a mulher necessita. “O atendimento começa com a recepção do cliente. Hoje, não existe vendedor, e sim, consultor de moda que é aquele que vai atender de forma personalizada e proporcionar a consumidora o que ela realmente está buscando. Elas adoram ouvir opiniões, ter opções e que as acompanhem no provador, são esses pequenos detalhes que fidelizam a clientela”.

3 – Moda sempre é tendência

Muitas mulheres gostam de moda, independente da classe social. É uma área que está sempre em alta e nos holofotes da mídia, seja em novelas, filmes, passarelas ou revistas, o assunto afeta diretamente o comportamento do consumo feminino, que buscam estar em dia com as tendências.

4 – Oportunidade para explorar nichos de mercado

A moda feminina possui várias possibilidades, roupas para gestantes, plus size, social, alternativas, gospel, entre outras, explorar estes nichos podem fazer sua marca se tornar especializada em um determinado segmento. “Desde 2002 escolhemos posicionar a Rabusch em alfaiataria, por ser um mercado menos cultivado com espaço para novidades e inovação. Vestimos as mulheres para trabalharem com elegância e sofisticação”.

5 – O público é a propaganda do negócio

Se bem atendidas e com produtos de qualidade, o público feminino é fiel. Elas retornam a loja e mais do que isso, indicam para suas amigas e conhecidas. “Criar um relacionamento é fundamental. Uma cliente bem atendida se sente mais confortável para ir a loja apenas para tomar um café e olhar as novidades. É um marketing poderoso que atrai consumidoras em busca de serem bem recebidas e não tratadas como mais uma cliente como as outras.”

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!