Pelé diz ser favorável ao quinto mandato de Joseph Blatter

(ANSA) – O ex-jogador Pelé afirmou nesta segunda-feira (01) que a reeleição do presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi “perfeita” e que era favorável ao quinto mandato do suíço. “Eu era a favor. Era preciso porque é melhor ter gente com experiência. Foi perfeito”, disse o “Rei do Futebol” ao desembarcar em Havana, Cuba. O brasileiro foi à ilha caribenha para acompanhar o amistoso de seu ex-clube, o Nova York Cosmos.

A frase polêmica de Pelé ocorre poucos dias após o escândalo de corrupção que atingiu a cúpula da entidade máxima do futebol. Uma ação liderada pelo FBI, a polícia norte-americana, em parceria com as autoridades suíças prenderam sete dirigentes do alto escalão antes do Congresso da Fifa em Zurique. Blatter não foi preso, mas está impedido de deixar seu país natal e deve se apresentar para esclarecimentos sobre os casos de corrupção. Entre os detidos, está o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marín.

Essa não é a primeira vez que o maior jogador de futebol de todos os tempos cria polêmica. Antes da Copa do Mundo, ele criticou as manifestações populares que tomaram as ruas do país e disse que era “para esquecer toda essa confusão que está acontecendo no Brasil” e focar no Mundial. Pouco tempo depois, ele minimizou os casos de racismo que ocorriam no futebol brasileiro e disse que “se fosse parar o jogo a cada vez que me chamassem de macaco, não tinha jogo”.

Partida do Cosmos

Polêmicas à parte, a presença de Pelé em Cuba tem um motivo muito especial. A equipe do Cosmos irá realizar amanhã (02) uma partida histórica na ilha. O time norte-americano irá enfrentar a seleção cubana no primeiro jogo entre os dois países desde a retomada das relações diplomáticas, que começou em dezembro do ano passado. “É uma alegria muito grande estar aqui pelo futebol, para dar alegria e paz para as pessoas”, disse Pelé sobre a disputa. Além do ex-jogador, também chegaram a Havana o veterano atacante espanhol Raúl e o volante brasileiro naturalizado espanhol, Marcos Senna.

O jogo, que ocorre no Estádio Pedro Marrero, deve receber cerca de 30 mil torcedores. Antes do time nova-iorquino, apenas uma equipe de beisebol havia disputado uma partida em Cuba. O Baltimore Orioles jogou na capital cubana em 1999 e arrastou uma multidão para acompanhar o esporte favorito no país.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!