DestaquesNetflix

Netflix: assinatura mais barata (e com anúncio) deve ser lançada no final do ano

Assinatura suportada por anúncios virá "juntamente com planos mais amplos de cobrar pelo compartilhamento de senhas"

Depois de anos negando a possibilidade de vermos publicidade na plataforma de streaming, a Netflix está acelerando seus planos de lançar uma assinatura mais barata com anúncios.

De acordo com o The New York Times, a Netflix já emitiu comunicado para os seus funcionários (nos EUA) informando que pretende introduzir uma assinatura mais barata (e com anúncio) na plataforma até o final do ano.

A empresa mudou de ideia em sua última teleconferência de resultados, quando o CEO Reed Hastings anunciou que “uma maneira de aumentar a receita e atingir um público maior, é ter preços mais baixos com publicidade. E quem acompanha a Netflix sabe que fui contra a complexidade da publicidade e sou um grande fã da simplicidade da assinatura. Mas por mais que eu seja fã disso, sou mais fã da escolha do consumidor“.

A introdução dos anúncios é uma grande mudança para a empresa de streaming e mostra o quão intensa é a competição.

No comunicado, os executivos da Netflix disseram que pretendiam introduzir a camada de anúncios nos últimos três meses do ano, segundo revela o The New York Times.

Questionado se a Netflix testaria anúncios em alguns mercados pequenos primeiro – que é como a Netflix normalmente testa novos produtos – Hastings disse que a empresa não precisaria fazer isso.

Não“, afirmou ele, em resposta à pergunta do investidor sobre as provas. “Acho que está bem claro que está funcionando para o Hulu. A Disney está fazendo isso. A HBO fez isso. Não acho que tenhamos muita dúvida de que funciona, que todas essas empresas descobriram… Então acho que realmente vamos entrar“.

A assinatura suportada por anúncios virá “juntamente com nossos planos mais amplos de cobrar pelo compartilhamento de senhas [quando você divide sua conta com outras pessoas]” .

Em seu relatório de lucros do primeiro trimestre, a Netflix havia informado aos investidores sobre a perda de 200 mil assinantes nos primeiros três meses de 2022, o que ajuda a explicar – em partes, por que a empresa planeja cobrar dos membros que compartilham senhas.

Netflix confirma fim do compartilhamento de senha

Como deve funcionar o controle de senhas na Netflix
Tumisu / Pixabay

A Netflix confirmou que começará a reprimir o compartilhamento de senhas antes do final de 2022.

Já sabíamos que a gigante do streaming estava testando essa “novidade” em certos países para adicionar uma sobretaxa a qualquer família que assistisse ao conteúdo da Netflix usando a conta de outra família. Agora, novos relatórios confirmam que será estendido a todos os territórios em que a Netflix opera.

Em estudo recente divulgado pela empresa, cerca de 100 milhões de famílias compartilham sua senha com outras pessoas. Portanto, embora a Netflix tenha 221 milhões de assinantes pagantes, o número real de espectadores é muito maior.

A Netflix está testando um sistema no Chile, Costa Rica e Peru no qual uma sobretaxa de US$ 2,99 foi adicionada a contas que queriam compartilhar suas senhas com pessoas de fora da casa.

O teste deve ter sido um sucesso, pois, segundo o New York Times , a empresa informou aos funcionários que lançará uma repressão ao compartilhamento de senhas nos últimos três meses de 2022, ou seja, já em outubro.

A notícia chega em um momento em que a Netflix luta para aumentar sua receita.

O que isso significa para mim?

Provavelmente você deve compartilhar sua senha com amigos, parentes e até namorada – pessoas que habitualmente não moram com você, e deve ratear esse custo da assinatura com eles. Porém, isso vai custar muito mais dinheiro a partir do final do ano.

Com o recente aumento de preço, essa sobretaxa provavelmente fará com que muitos assinantes da Netflix abandonem completamente o serviço. Presumimos que os executivos da empresa terão estimado que a receita do aumento do número de assinantes pagantes compensará os cancelamentos do serviço.

Por que a Netflix está fazendo isso agora?

Como a Netflix continuou a crescer e o preço de suas ações estava em alta, não havia razão para a empresa fazer algo que a tornasse impopular entre os assinantes, mas agora ela precisa de dinheiro.

O aumento da concorrência de outros serviços de streaming como HBO Max e Disney Plus não apenas tornou mais difícil a luta para aumentar sua base de assinantes, mas esses serviços agora estão monopolizando seu conteúdo, forçando a Netflix a investir cada vez mais dinheiro na realização de seus próprios filmes e séries.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.