Marketing de Busca: como usá-lo no setor automotivo

Marketing de Busca: como usá-lo no setor automotivo

Marketing de Busca: como usá-lo no setor automotivo

Wagner Santos agosto 20, 2021 Colunas

Se você tem uma empresa de carros ou acessórios, precisa entender como usar o Marketing de Busca no setor automotivo. Isso serve para promover produtos de todos os tipos, desde pneus até serviços de advocacia. Afinal de contas, os mecanismos de busca reúnem bilhões de pesquisas diariamente, o que permite que você seja encontrado pelos seus clientes todos os dias.

Para se ter uma ideia, há alguns anos, o Google reunia 100 bilhões de buscas por mês. Hoje, esse número já dobrou. São quase 7 bilhões de pesquisas diárias no mundo todo. No Brasil, o número é obviamente menor, mas ainda assim muito significativo. Por isso, muitas empresas sobrevivem apenas dos resultados de sua estratégia de Marketing de Busca. Afinal, segundo o Google, mais de 90% de todas as compras do segmento automotivo começam com uma pesquisa online.

E aí, você quer aprender como usar o Marketing de Busca no setor automotivo? Então siga a leitura do artigo abaixo!

4 dicas de como usar Marketing de Busca no setor automotivo

Tenha autoridade online

Para funcionar, o Marketing de Busca depende do seu entendimento do algoritmo do Google. É uma questão relativamente simples: o Google é, de longe, o maior buscador da Internet e, portanto, faz as regras do mercado. O que ele diz, por assim dizer, é o que realmente importa.

Nesse caso, é importante entender que o Google tem 200 fatores diferentes para definir os resultados de buscas. No entanto, esses 200 fatores estão divididos em 3 grandes grupos. São eles:

  • Conteúdo;
  • Estrutura;
  • Autoridade.

Os dois primeiros grupos “dependem” de você, por assim dizer, pois têm a ver com a qualidade do seu conteúdo e com a otimização do seu site. No entanto, o terceiro não depende de você diretamente.

Entende-se por “Autoridade” todos os fatores que estão ligados a sua reputação online, como links externos, menções em redes sociais, comentários e muito mais. Por isso, é importante que você desenvolva uma estratégia que estimule a otimização desses fatores para ter melhores resultados no Google.

Pesquise as melhores palavras-chave

O Marketing de Busca depende muito da intenção e da ação do público. Afinal, é ele quem faz as pesquisas que vão conduzi-lo até o seu conteúdo. Por isso, é importante que você tenha as melhores palavras-chave pesquisadas para conseguir os resultados que deseja em sua estratégia digital.

Existem muitas ferramentas que podem ajudar com a seleção de palavras-chave para o seu negócio. Uma delas é o SEMRush, que é paga e utilizada pelos maiores profissionais do mercado. Outra ferramenta é o Ubersuggest, desenvolvida por um dos principais profissionais da área.

Por fim, o Google Keyword Planner, do próprio Google, permite uma busca um pouco menos específica, mas com dados oficiais do buscador. Além disso, é uma ferramenta gratuita.

Organize as palavras-chave estrategicamente

Quando tiver um conjunto de palavras-chave para fazer o seu conteúdo, organize-as de forma estratégica. Para isso, você precisará pensar em alguns pontos básicos, como:

  • Intenção do leitor;
  • Posição na jornada de compras;
  • Fluxo de produção de conteúdo.

Por exemplo, suponha que você tenha uma loja de pneus e que tenha pesquisado termos como:

Cada um desses termos indica uma intenção diferente do leitor, além de uma posição distinta na jornada de compras. Quem busca por “trocar pneus” provavelmente quer saber como fazer a troca ou quando. Ou seja, está na fase de reconhecimento do problema.

Quem procura por “pneu Westlake é bom?”, já entendeu que precisa trocar de pneus e está procurando por opções no mercado. Está na fase de consideração e estudando opções no mercado.

Por fim, quem busca por “comprar pneu” já está na fase de fechar negócio, querendo uma loja para fazer a compra. Então, é importante pensar nisso para organizar o fluxo de produção e saber qual conteúdo fazer primeiro para linkar em cada texto e, assim, criar um funil coeso em seu site.

Produza conteúdo otimizado

Por fim, depois de organizar todo esse planejamento, chegará a hora de colocar a mão na massa e começar a produzir conteúdo. Faça sempre o material mais otimizado possível, seguindo regras como:

  • produza um conteúdo com, no mínimo, 350 palavras, mas idealmente mais de 1.000;
  • mantenha uma densidade de palavra-chave entre 0,5% e 1,5%;
  • use sinônimos da sua palavra-chave, além de termos sintáticos;
  • use termos complementares. Por exemplo, se a sua palavra-chave for transportadora, use termos como “transporte”, “bagageira” e “carregadora”.

Pronto! Agora que você aprendeu o básico de como usar Marketing de Busca no setor automotivo, já pode usar essa estratégia para atrair potenciais consumidores para o negócio e conseguir fechar mais vendas. Lembre-se de que o Marketing de Busca é o suficiente para cobrir todas as áreas da jornada de compras de um cliente. Tanto a atração quanto a nutrição e a conversão podem ser feitas com essa estratégia.

E aí, gostou do conteúdo? Comente abaixo quais são as dificuldades que você tem para usar o Marketing de Busca no dia a dia!

Créditos de imagem: Business photo created by pressfoto – www.freepik.com

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos