Márcia Maia discute com governador sanção do Bolsa Atleta

Márcia Maia discute com governador sanção do Bolsa Atleta

Márcia Maia discute com governador sanção do Bolsa Atleta

Romário Nicácio junho 5, 2015 Esporte

Em pronunciamento na sessão plenária de quarta-feira (3), a deputada Márcia Maia (PSB) anunciou que esteve reunida com o governador Robinson Faria (PSD) para apresentação do projeto Bolsa Atleta, de sua autoria, e que foi aprovado recentemente aprovado pela Assembleia Legislativa. Segundo a parlamentar, a ideia foi bem recebida também pelo chefe do Executivo.

“Uma das maiores vitórias da história das políticas públicas para o esporte no RN está mais perto do que nunca de acontecer. O governador sinalizou com a sanção do projeto Bolsa-Atleta”, comemorou Márcia.

Na reunião, que contou com a participação de alguns defensores do esporte local, como Diego Cavalcanti, Igor Ribeiro Dantas e Marco Antônio Barreto, Márcia defendeu o aprofundamento no debate acerca de recursos para o desporto

Na reunião, que contou com a participação de alguns defensores do esporte local, como Diego Cavalcanti, Igor Ribeiro Dantas e Marco Antônio Barreto, Márcia defendeu o aprofundamento no debate acerca de recursos para o desporto

“Agora vamos defender orçamento na Assembleia para garantir a vitória do desporto e a execução do projeto a partir de 2016, pois mais do que garantir o rendimento esportivo, sonhamos com a criação de grandes referências para os jovens de nosso estado”, disse a parlamentar.

O Projeto

O projeto Bolsa-Atleta foi aprovado por unanimidade no último dia 26 de maio, no plenário da Assembleia Legislativa. A proposta prevê que cada bolsa concedida terá duração de 12 meses para cada beneficiário, com possibilidade de renovação. O atleta beneficiado que conquistar medalha em Jogos Olímpicos e Paraolímpicos ou Pan-americanos será indicado, automaticamente para renovação da respectiva bolsa.

Segundo o texto do Projeto de Lei, o valor recebido pelo atleta beneficiado somente poderá ser utilizado para cobrir gastos com educação, alimentação, saúde, inscrições para competições, passagens para eventos esportivos, transporte urbano e aquisição de material esportivo, exigindo inclusive, a prestação de contas dos recursos advindos do benefício.

No caso de atletas que recebam outros patrocínios de pessoas jurídicas, públicas ou privadas, o pagamento da bolsa seria de 80% do valor estipulado para a respectiva bolsa de sua categoria.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos