Educação

Entidades de professores lançam manifesto contra MP do Ensino Médio

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) divulgaram nesta sexta-feira (30) um manifesto contra a MP do Ensino Médio durante evento na capital paulista, que reuniu profissionais e entidades nacionais e estaduais, além de órgãos do magistério por webconferência.

O manifesto repudia a iniciativa do governo federal de promover, por meio da Medida Provisória 746/2016, uma reforma no Ensino Médio sem que houvesse debate ou consulta à sociedade. A MP reestrutura e flexibiliza o ensino médio no país e foi anunciada pelo governo federal no dia 22.

“Não aceitamos o método autoritário utilizado pelo governo e não concordamos com o conteúdo do projeto encaminhado ao Congresso Nacional em regime de urgência, com a clara intenção de impedir que seja discutido democraticamente”, diz o manifesto.

Segundo o manifesto, a reforma “esvazia e empobrece o currículo, ao descartar a obrigatoriedade de disciplinas fundamentais para a formação de nossos jovens, como artes, educação física, filosofia e sociologia, além de indicar a redução do número de aulas de outras disciplinas, como história e geografia. Também somos contrários à revogação da obrigatoriedade do espanhol no currículo, pois estamos inseridos no contexto da integração latino-americana”.

As entidades discordam também da implementação de tempo integral nas escolas, porque acreditam que isso desconsidera a realidade concreta dos estudantes do ensino médio, pois muitos deles são trabalhadores.

“Tampouco se pode falar em escolas de tempo integral se persistem problemas básicos como a falta de infraestrutura, projetos arquitetônicos anacrônicos [ainda centrados na lousa, giz e apagador], jornada de trabalho estafante e mal estruturada [pois é preciso que sejam dedicados no mínimo 33% da jornada para atividades extraclasse], falta de condições de trabalho, carreira e salários dignos aos profissionais da educação e tantos outros”, acrescentou o documento.

A presidenta da Apeoesp, Maria Izabel Noronha, considera a reforma, nos moldes colocados pelo governo federal, “um ataque à profissão docente, e um ataque à educação pública brasileira”.

“Temos claro o seguinte: de novo está aqui colocada o aprofundamento da dualidade histórica entre as escolas para os filhos e filhas da classe trabalhadora e as escolas para os filhos da elite, que vão sempre poder se dar bem na vida. Essa coisa de que é comum para todos não é verdade, é mínimo para os filhos e filhas da classe trabalhadora e máximo para os da elite para continuarem dominando esse país”, disse Maria Izabel.

MP do Ensino Médio

O presidente Michel Temer assinou, no dia 22 de setembro, a medida provisória (MP) que reforma o ensino médio e incentiva o tempo integral nas escolas. O texto prevê uma política de fomento às escolas em tempo integral. O governo prevê investimento de R$ 1,5 bilhão neste programa para que, ao fim de 2018, o País chegue a cerca de 500 mil jovens matriculados neste sistema.

De acordo com o novo modelo, dentre outras mudanças, apenas português e matemática serão os componentes curriculares obrigatórios nos três anos do ensino médio. Atualmente, a etapa tem 13 disciplinas obrigatórias para os três anos. A MP prevê a flexibilização do ensino médio com o objetivo de torná-lo mais atraente para o jovem, segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho.

Os componentes curriculares que deverão ser ensinados no período obrigatoriamente serão definidos na Base Nacional Comum Curricular, que começará a ser discutida no próximo mês e deverá ser definida até meados do ano que vem, segundo o Ministério da Educação.

Do Portal N10 com Agência Brasil

Read More...

Política

Defesa de Dilma entra com nova ação contra impeachment

A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff entrou com uma nova ação, no Supremo Tribunal Federal (STF), questionando o impeachment. A peça pede que o processo, que resultou na cassação do mandato de Dilma no final de agosto, seja invalidado.

“A presente impetração tem por objetivo a invalidação do ato jurídico decisório do Senado Federal que determinou a condenação, em 31 de agosto do corrente ano, por crime de responsabilidade, da Excelentíssima Senhora Presidenta da República Dilma Rousseff”, diz o texto que tem 493 páginas e é assinado pelo ex-ministro José Eduardo Cardozo, responsável pela defesa de Dilma. O ministro Teori Zavascki será o relator da ação.

Segundo a defesa, no processo houve ausência de pressupostos jurídicos para validar a decisão tomada no Senado. Cardozo alega também que alguns princípios foram desrespeitados e que não foi demonstrada ocorrência de crime de responsabilidade.

“No âmbito do sistema presidencialista adotado pela nossa lei maior, não se pode ter por admissível que uma maioria parlamentar, mesmo que expressiva, possa vir a decidir o impeachment de um Presidente da República, sem a invocação plausível e minimamente demonstrada da real ocorrência de um crime de responsabilidade, ou sem que se respeite os princípios constitucionais do devido processo legal, do contraditório e da ampla defesa”, diz o texto.

Cardozo alega que a decisão decorreu de razões “puramente políticas” e pede liminarmente que seja determinada a “imediata suspensão” da decisão que determinou a perda do mandato de Dilma.

A defesa alega também que o país não pode ser governado por quem não foi eleito e que várias medidas estão sendo tomadas em desacordo com o plano de governo apresentado nas eleições.

“Medidas em descompasso com aquilo que dele [do plano de governo] as urnas esperavam são tomadas e podem se tornar irreversíveis. O risco da demora é, portanto, o risco da possibilidade de serem implementadas medidas de governo por aqueles que ilegitimamente governam e que não poderão, de fato, ser mais desfeitas”, alega a defesa.

Da Agência Brasil

Read More...

Mundo Pet

Seu cão gosta de andar com a cabeça para fora da janela do carro? Conheça alguns cuidados importantes

Um dos comportamentos mais comuns dos cães quando estão no carro com os seus donos é ficar no banco do passageiro com a cabeça para fora da janela. Quem nunca viu uma cena dessas e ficou encantado com a carinha de felicidade do bichinho?

O que ocorre é que eles sentem uma sensação agradável do vento batendo em sua cara. Os estímulos provocados pelo vento no focinho, na cara e nas orelhas são extremamente agradáveis. A mesma sensação ocorre quando os cães são colocados na frente de um ventilador ou abanados.

Mas além de gostarem do vento, os cães também são curiosos, por isso ficam com a cabeça para fora do carro. Assim, eles conseguem ter uma visão mais ampla de tudo que se passa naquele trajeto, e absorvem com mais facilidade todos as informações dos odores carregados pelo vento.

Segundo o especialista em comportamento canino, Ricardo Tamborini, não são todos os cães que gostam dessa sensação ou que queiram ficar próximo a janela do carro. Esse é um habito adquirido normalmente por cães mais agitados e ansiosos. Cães mais seguros e tranquilos costumam ficar relaxados e calmos enquanto estão andando de carro.

Embora seja uma prática comum, o especialista lembra que não é uma opção segura permitir que o cão fique com a cabeça para fora com o veículo em movimento. “O vento forte diretamente nos olhos do cão pode ocasionar um descolamento de retina. Existe também o risco de alguma pedra, inseto ou galho de arvore atingir o animal, causando alguma lesão ou problemas mais sérios”, explica.

Além disso, há também o risco de acidentes: por exemplo, o cão pode pular com o carro em movimento para atacar outro animal ou uma pessoa e se machucar. Também pode acontecer de um outro carro atingir o lado em que o cão está com a cabeça para fora, e feri-lo, ou até matá-lo. “Se o animal estiver devidamente acomodado e seguro dentro do carro, não há problemas em deixar os vidros abertos para o cão aproveitar o vento”, aconselha Tamborini.

No entanto, há cães que já adquiriram esse hábito de correrem para a janela assim que entram no carro. Neste caso, o ideal é caminhar com ele por alguns minutos antes do passeio de carro. Assim, ele ficará cansado e a sua ansiedade diminuirá consideravelmente. Uma outra sugestão é deixar os vidros traseiros fechados para diminuir o interesse do cão. Por fim, levar algum brinquedo ou ossinho que seja o preferido do cão será uma forma de entretê-lo.

Para o especialista, é preciso decidir o que é mais importante: agradar o animal ou deixá-lo em segurança. Ele recomenda transportá-lo dentro de uma caixa de transporte ou preso a um cinto de segurança especifico para cães. Outro cuidado a ser tomado é não interagir com o cão enquanto estiver com o carro em movimento, pois o risco de acidentes é grande, tanto para o condutor quanto para o animal.

Read More...

Universo

Sonda Rosetta pousa em cometa, dando fim a missão de 12 anos

(ANSA) – O sonda Rosetta aterrissou no cometa 67P/ Churyumov-Gerasimenko nesta sexta-feira, dia 30, encerrando uma missão espacial de mais de 12 anos, realizada pela Agência Espacial Europeia (Esa).

Conforme previsto, seu computador de bordo enviou para a Terra suas últimas imagens, que mostram o solo do cometa 15 segundos antes do impacto, além de dados sobre os gases, compostos químicos e poeira presentes no local que podem contribuir para a descoberta da origem do Sistema Solar.

Pouco tempo depois do pouso, o cientista Patrick Martin, responsável pela missão Rosetta, anunciou o “sucesso total da descida histórica” da sonda em direção ao cometa e declarou o fim da operação. “É o resultado final de um tremendo sucesso científico e técnico da missão”, completou. Para Paolo Ferri, diretor de operações da missão Rosetta, trata-se de “um dia especial e um pouco triste”.

Minutos antes do encerramento, a Rosetta enviou sua última mensagem no Twitter. “Enquanto me aproximo da superfície, meu instrumento Rosina indica o aumento da pressão de gases ao redor do cometa 67P/ Churyumov-Gerasimenko”. A missão foi lançada em março de 2004 com o objetivo de alcançar o cometa 67P e soltar sobre ele o robô Philae.

Read More...

Agenda Cultural

Teatro da Cultura Popular tem programação especial no Dia das Crianças

O Teatro de Cultura Popular (TCP) receberá o “Mundo Mágico do Conto de Fadas” no dia 12 de outubro, Dia das Crianças, às 17h. O espetáculo reúne as clássicas histórias de contos de fadas em um musical divertido e emocionante. As histórias da Branca de Neve, Bela, Pequena Sereia Cinderela, Chapeuzinho Vermelho, Alice no País das Maravilhas, Lobo mau, Pinóquio, entre muitos outros são interpretadas por Nathalia Albuquerque, Thianna Câmara, Jocelho Nunes, Ijailson Moreira e Ramona Lina, cantando parte do show ao vivo.

A montagem o “Mundo Mágico do Conto de Fadas” da Companhia Teatral Monicreques relembra os clássicos da Disney, com figurinos e a caracterização cuidadosamente desenvolvida por Clenor Junior diretor artístico da companhia que já tem mais de 25 anos de tradição no Estado. Toda essa concepção, ajudam a criar a magia dos contos de fadas no palco do TCP e encantar o público, em especial o infantil agregando valores e contribuindo de forma significativa na formação pedagógica.

Se para os pais os contos de fadas têm significados mais profundos abordando de forma leve o que a vida adulta ensina, para as crianças os contos induzem a fantasia. Eles ajudam no desenvolvimento dos sentimentos, emoções e ensinam a lidar com essas sensações.

Mundo Mágico do Conto de Fadas

Data: Quarta-feira, dia 12 de outubro

Local:Teatro de Cultura Popular

Horário: 17h

Vendas: Pittsburg da Prudente de Morais

Valor: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (Criança e estudante)

Read More...