O período dos empregos temporários chegou. Com a alta do desemprego no Brasil, as vagas, mesmo que provisórias, são cobiçadas por muitos, visto que abrem portas para a chances de efetivação. A Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) calcula que estão sendo ofertadas 434.429 mil vagas desse tipo em todo o País. Para conquistar as oportunidades, o candidato ao emprego deve estar bem preparado diante da concorrência.

Só no comércio, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima a contratação de 72,2 mil pessoas. Já a pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) contabiliza que, até o fim do ano, aproximadamente 59,2 mil vagas serão abertas nos segmentos do comércio e serviços.

Antes de bater de porta em porta é necessário dedicar atenção à sua vitrine profissional: o currículo. “Um currículo bem escrito, com as informações adequadas ao cargo pretendido pode ser decisivo na hora da escolha do empregador”, relata Carolline Candeias, coordenadora dos cursos de Gestão da Faculdade Estácio – unidade Zona Norte.

currículo
Foto: dreamstime

Segundo a coordenadora, na descrição da experiência profissional é importante um bom detalhamento das atividades desempenhadas. “Devem ser escritas as últimas experiências profissionais, sempre com o tempo em que permaneceu naquele emprego. Também é interessante acrescentar resultados e premiações conquistados no antigo emprego, e projetos de que tenha participado na escola e ou faculdade”, aconselha a especialista em Recursos Humanos.

O candidato também pode adequar as qualificações e/ou experiências descritas de acordo com a vaga pretendida. “Estes elementos vão facilitar a visualização do tipo de profissional que está se candidatando à vaga”, orienta Candeias.

Comportamento

As empresas buscam profissionais que estejam em constante aprendizado, que solucionem os problemas e sejam criativos. “Não adianta pensar e não agir. O ideal é que você demonstre disposição e conhecimento, principalmente em áreas que não fazem parte da sua zona de conforto”, reforça Carolline.

Para a professora, a principal forma de se destacar é através das suas habilidades profissionais, sendo mais criativo e assertivo. “Atualmente, para ter tais características, o profissional precisa estar sempre atualizado, buscando conhecimento tanto formal, através da graduação e especialização, quanto informal, como palestras e cursos online”, destaca a especialista.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.