Educação

Pós em Bioinformática abre inscrições para mestrado e doutorado

O Programa de Pós-Graduação em Bioinformática (PPg-Bioinfo), vinculado ao Instituto Metrópole Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), abre processo seletivo para os cursos de mestrado e doutorado. As inscrições devem ser realizadas no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa), na aba Stricto Sensu, até o dia 20 de fevereiro.

Os cursos têm como objetivo a formação de recursos humanos com capacidade técnico-científica para atender à demanda de profissionais especializados em Bioinformática e em Biologia Computacional.

São oferecidas 14 vagas para o curso de mestrado e 10 vagas para o curso de doutorado. Em ambos os cursos, uma vaga é destinada aos servidores efetivos da UFRN.

Para se inscrever, os interessados devem preencher o formulário online disponível aqui. A lista dos documentos necessários está disponível no endereço do Sigaa.

As seleções para o curso de mestrado consistem de uma prova escrita, da defesa do pré-projeto de Tese e da avaliação do currículo do candidato; para o curso de doutorado, a seleção é feita mediante a defesa do pré-projeto de pesquisa e da análise do currículo.

Read More...

Agenda Cultural

Estrela teen, Larissa Manoela faz show em Natal pela primeira vez

Grande sucesso entre o público infantil e adolescente, a cantora e atriz Larissa Manoela, de apenas 15 anos, traz para Natal no próximo dia 28 de fevereiro a turnê Larissa Manoela com Você, que reúne os principais sucessos da carreira da artista. Depois de passar por várias capitais do Nordeste como Fortaleza, Teresina e Recife, sempre com casa lotada, a cantora fará show no Pavilhão das Dunas, Centro de Convenções, a partir das 16h.

Os ingressos já estão à venda na Viva Entretenimento, no shopping Cidade Jardim, ao preço único de R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). A formação da plateia do evento será com cadeiras numeradas. Cantora, dubladora, atriz de TV, cinema e teatro musical, a intérprete de Maria Joaquina na versão brasileira da novela “Carrossel” (SBT/2012) viaja o país desde setembro de 2015 com a turnê.

O show, baseado no primeiro CD da jovem paranaense lançado em setembro de 2014, reúne sucessos como “Beijo, beijinho, beijão”, “Super Star”, “Minha alegria é viver” e “Cúmplices de um resgate”, música que leva o mesmo nome da novela na qual Larissa está no ar no SBT, vivendo as protagonistas gêmeas Manuela e Isabela Agnes.

No palco, a artista canta e dança acompanhada de quatro bailarinos. No repertório do show ainda estão inclusos sucessos como “Na hora H”, “Fugir agora”, “Oi psiu”, “Pra ver se cola”, “Com você”, entre outros. A turnê começou em São Paulo no ano passado e desde então a artista esgota os ingressos de todas as capitais por onde passa.

Sobre a artista

Com dez anos de carreira, Larissa tem um currículo recheado. Na TV, estreou no GNT, na série “Mothern”. Em 2010, na Globo, foi a protagonista na 1ª fase da série “Dalva e Herivelto: Uma Canção de Amor”; e no Multishow esteve em “Na Fama e na Lama”. Deu voz à personagem Narizinho no desenho do “Sítio do Picapau Amarelo” (Globo) e participou da novela “Corações Feridos”, no SBT.

Em 2012, deu um salto na carreira ao viver a esnobe Maria Joaquina, na releitura de “Carrossel” (SBT) – a personagem ainda rendeu à garota dublagem para o desenho animado homônimo e atuação na série “Patrulha Salvadora”. Em 2015, Larissa ganhou o papel de protagonista da novela “Cúmplices de um Resgate” (SBT) e realizou dublagens dos filmes “O Pequeno Príncipe” e “Reino Gelado”.

No cinema, atuou no filme “O Palhaço”, de Selton Mello, e esteve em “Carrossel – O Filme”, que atingiu em 2015 uma das maiores bilheterias do cinema nacional e está entre os mais assistidos no ano passado. No teatro, a jovem integrou o elenco dos musicais “A Noviça Rebelde”, “Gypsy” e “As Bruxas de Eastwick”.

SERVIÇO

Show “Larissa Manoela com você”

Dia 28 de fevereiro, às 16h

Pavilhão das Dunas, Centro de Convenções

Ingressos: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia) – cadeiras numeradas

Vendas: Viva Entretenimento – Shopping Cidade Jardim

Informações: Telepesquisa (84) 3026-3232

Read More...

RN

Robinson Faria reconhece insegurança e anuncia que vai fazer mudanças

Durante entrevista concedida nesta quinta (21) para o RNTV 1ª edição, que foi conduzida pelos jornalistas Emmily Virgílio e Marksuel Figueredo, o governador Robinson Faria anunciou medidas que serão tomadas pelo Governo do RN na área de Segurança Pública e as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

O governador falou sobre sua indignação com os acontecimentos recentes relacionados à segurança, como as fugas no Sistema Penitenciário do Estado e os casos de violência. “Estou me sentindo ultrajado e desafiado com os últimos acontecimentos na Segurança Pública do Estado, o que me faz tomar medidas urgentes de adequação”.

Sobre o crescente número de fugas no Sistema Prisional, o governador informou que vai abrir uma sindicância para investigar se há envolvimento de servidores. Robinson Faria disse que o Governo está fazendo tudo que está ao alcance para melhorar a Segurança Pública do Estado e que vai convidar a Polícia Federal e o Ministério da Justiça para auxiliarem o Estado nessas questões.

Para o Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte, o governador disse que nos próximos dias 200 agentes penitenciários serão contratados para reforçar o efetivo e 90 agentes penitenciários de todo o país virão ao estado para auxiliar no combate à crise no sistema prisional.

Robinson destacou que em vinte anos o maior investimento em Segurança Pública no Rio Grande do Norte foi feito pela atual gestão, como a promoção de 3.300 policiais, as diárias operacionais que estão sendo pagas, a implantação do Ronda Cidadã em duas áreas de Natal e a realização do concurso público para a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Itep.

Questionado pelos jornalistas se poderia haver mudanças na equipe de segurança do Governo, Robinson respondeu que sim.

Já sobre a Saúde Pública do Estado, o governador foi questionado sobre o surto da microcefalia. Robinson Faria falou que esse é um momento delicado e ressaltou que a luta contra o mosquito Aedes aegypti requer o protagonismo e o comprometimento de todos: imprensa; população; municípios; agentes de saúde; e igrejas. “O Governo do RN está fazendo a sua parte realizando campanhas de mobilização com equipes nas ruas e realizando parcerias que ajudarão no combate ao mosquito”, disse Robinson Faria.

O governador falou, ainda, sobre a campanha “Dia D de Combate ao Mosquito Aedes aegypti”, que será realizada no próximo sábado (23), no Planalto. A mobilização, que deve contar com cerca de 450 pessoas e pretende atingir 6 mil casas, tem o objetivo de conscientizar a população sobre os perigos que o mosquito oferece e as formas de combatê-lo. A ação contará com o apoio de servidores do Estado e será realizada em parceria com voluntários da Cruz Vermelha, Escoteiros, Forças Armadas, Jipeiros, Polícia Militar, Bombeiros e Igrejas.

“Vamos realizar esse Dia D para que sirva de exemplo para que a sociedade acorde e não ache que só vai acontecer na casa dos outros. A população pode denunciar se souber de algum local com focos do mosquito através do telefone 199”, afirmou o governador.

Read More...

Saúde

Saiba quais são os mitos e verdades sobre o Zika Vírus

Erupções na pele, dor de cabeça, no corpo e nas articulações, vermelhidão nos olhos, náuseas, fotofobia, conjuntivite e coceira intensa. Os sintomas são parecidos com os da dengue e da chikungunya, mas as consequências da infecção pelo zika vírus são bem mais críticas.

Apesar de ter uma evolução branda, com sintomas que duram em média de dois a sete dias, o zika está associado à microcefalia em bebês cujas mães foram contaminadas durante a gestação – e que trazem deficiências variadas. Além disso, há o risco de desenvolvimento da síndrome de Guillain-Barré (doença autoimune que acomete o sistema nervoso), recentemente associada ao vírus e que vitimiza principalmente crianças e idosos.

A febre zika é uma doença nova. Seu primeiro surto foi registrado em 2007, na ilha de Yap, na Micronésia, e chegou ao Brasil no ano passado. Por conta disso, muito pouco se sabe a respeito, abrindo margem para que muitas informações sem embasamento científico se espalhem.

Veja aqui o que é verdade e o que é mito acerca do zika:

Você pode ter sido contaminado pelo zika e não saber – VERDADE

Segundo a Sociedade de Pediatria de São Paulo, assim como nas outras doenças virais transmitidas pelo mesmo mosquito (dengue, febre chikungunya), acredita-se que cerca de 80% das pessoas contaminadas pelo zika vírus não apresentam qualquer sintoma, o que não quer dizer que as consequências da infecção (microcefalia nos bebês dessas gestantes, por exemplo) não ocorram.

Repelentes são a forma mais eficiente de evitar a contaminação pelo zika – MITO

O uso do repelente como único método de prevenção não garante que o mosquito Aedes aegypti ficará longe. Inclusive, nenhum dos dez repelentes testados pelo Proteste com as marcas mais comuns vendidas no Brasil foi aprovado. Uma das principais ações contra o mosquito, segundo o Ministério da Saúde, é a conscientização da população sobre o seu papel de eliminar locais nos quais o Aedes aegypti pode se reproduzir, como vasos de plantas, lixo e garrafas pet abandonadas. Além disso, recomenda-se o uso de roupas que cubram a superfície do corpo, em especial as extremidades e áreas de pele mais fina, como tornozelos, pés, punhos e mãos.

Microcefalia no Nordeste foi causada pela vacina contra rubéola, não por causa do zika – MITO

De acordo com o último Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, até 12 de dezembro deste ano foram registrados 2.401 casos da doença e 29 óbitos. Esses casos estão distribuídos em 549 municípios de 20 Unidades da Federação. A microcefalia é uma condição neurológica rara em que a cabeça é desproporcionalmente menor que o corpo. O crânio não se desenvolve corretamente, porque o tecido cerebral não cresce. Isso faz com que, dependendo da área do cérebro afetada, a criança tenha dificuldades de locomoção, desenvolvimento cognitivo, deglutição, audição, dentre outras. Apesar de ter relação com outras doenças, como rubéola, infecções por citomegalovírus, toxoplasmose e uso de drogas na gestação, por exemplo, a vacina não é responsável pelo surto atual. Segundo o Ministério da Saúde, todas as vacinas do calendário nacional são seguras. Em nota, a Sociedade de Pediatria de São Paulo esclarece que a vacina nunca é aplicada durante a gestação e que ela é produzida com vírus vivos e atenuados, que não são capazes de provocar as doenças.

Quem pega zika uma vez não corre risco de se contaminar novamente – MITO

Os casos de infecções sucessivas e de coinfecção com outras doenças causadas pelo Aedes Aegypti, como dengue e chikungunya, são possíveis, desde que causados por vírus diferentes. Ainda não se sabe quais são as consequências dessa condição para a saúde. “Não temos como medir as consequências da coinfeccção ou de infecções sucessivas pelos três vírus em um paciente”, afirma Claudia Nunes, chefe do Laboratório de Virologia Molecular do Instituto Carlos Chagas (ICC/Fiocruz Paraná), para quem é necessário uma investigação profunda, buscando esclarecer os aspectos clínicos e adequar o tratamento.

Amamentação deve ser mantida onde há risco de zika – VERDADE

Na Polinésia Francesa (onde houve surto de zika em 2013), médicos encontraram partículas do vírus no leite materno. Mas ainda não se sabe se existe transmissão para o bebê porque nem todo vírus encontrado no leite é transmitido. Segundo dados do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do Estado de São Paulo, a transmissão raramente ocorre de mãe para filho. Ainda de acordo com esse documento, “até agora, não há relatos de crianças infectadas pelo zika vírus através da amamentação. Pelos benefícios do aleitamento, mães devem ser encorajadas a amamentar mesmo em áreas onde o zika vírus for encontrado”.

O vírus pode ser transmitido pelo sêmen – NEM MITO, NEM VERDADE

Segundo o Ministério da Saúde, não há estudos consistentes a esse respeito. Houve apenas um caso descrito de transmissão sexual. Além da adoção rotineira do preservativo para a proteção contra doenças sexualmente transmissíveis, o período de doença e os dias seguintes devem ser tratados com uma cautela adicional.

Nem todos os repelentes são seguros para gestantes – VERDADE

Apenas repelentes à base de DEET, IR3535 e Icaridina são considerados seguros para uso durante a gestação, de acordo com o Ministério da Saúde.

O mosquito do Zika só pica de dia – MITO

O Aedes aegypti é um mosquito de hábitos predominantemente diurnos, mas não é impossível que ele pique durante a noite. Essa espécie vem se adaptando rapidamente ao ambiente urbano e doméstico. Por isso, a recomendação é destruir os criadouros do mosquito.

Sempre verifique informações recebidas em fontes confiáveis como os portais do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde (OMS), do CDC dos EUA ou do Centro de Controle de Doenças Europeu.

Com informações do EBC

Read More...

Saúde

Rio Grande do Norte chega ao número de 188 casos suspeitos de microcefalia

A Secretaria de Estado da Saúde Pública divulgou o mais recente boletim epidemiológico de microcefalia no Rio Grande do Norte. Até a semana epidemiológica nº 02, terminada em 16/01/2016, a Sesap registrou um total de 188 casos suspeitos de microcefalia relacionada ao Zika vírus, sendo três casos de intra-útero e 181 nascidos vivos, 2 nascimortos e 2 abortos. Até o momento ocorreram 16 óbitos.

Entre os casos notificados, 61 foram confirmados (53 por exame de imagem com alteração típica de infecção e quatro pelo isolamento do vírus zika e 4 óbitos pelo exame PCR) e 14 descartados para microcefalia relacionada à infecção congênita. Os casos notificados estão distribuídos em 49 municípios do RN.

Leia tambémSaiba o que é Microcefalia, o que causa e como identificar

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP), através da Coordenadoria de Promoção à Saúde (CPS) recebeu recentemente a confirmação da associação entre o Zika vírus com a microcefalia e outras malformações. Um exame realizado pelo Centro de Prevenção e Controle (CDC) dos Estados Unidos confirmou a hipótese em quatro casos.

Os quatro casos são relativos a dois abortos e dois recém-nascidos falecidos com poucas horas de vida. Todos os casos foram positivos para Zika vírus usando PCR, e as amostras do cérebro dos dois recém-nascidos submetidas à análise imunohistoquímica foram positivas. Ambos apresentavam microcefalia e outras malformações.

De acordo com a investigação clínico-epidemiológica feita pela UFRN, todas as gestantes apresentaram febre e exantema (manchas vermelhas) durante a gestação. Em relação aos casos de aborto, as amostras foram testadas para toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus, herpes vírus e dengue, todas com resultados negativos.

Read More...