Política

Henrique Alves e Rogério Marinho figuram em lista de repasses da Odebrecht

A Polícia Federal apreendeu documentos que listam possíveis repasses da Odebrecht para mais de 200 políticos de 18 partidos. Os documentos relacionam nomes da oposição e do governo: são mencionados, por exemplo, Aécio Neves (PSDB-MG), Romero Jucá (PMDB-RR), Humberto Costa (PT-PE) e Eduardo Campos (PSB), morto em 2014, o ministro do Turismo, Henrique Alves (PMDB-RN), o Deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), entre vários outros.

Os documentos estavam em posse de Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura. Ele é conhecido no mundo empresarial como “BJ”. As planilhas são riquíssimas em detalhes – embora os nomes dos políticos e os valores relacionados não devam ser automaticamente considerados como prova de que houve dinheiro de caixa 2 da empreiteira para os citados. São indícios que serão esclarecidos no curso das investigações da Lava Jato.

Reprodução / UOL - Blog do Fernando Rodrigues

Reprodução / UOL – Blog do Fernando Rodrigues

Reprodução / UOL - Blog do Fernando Rodrigues

Reprodução / UOL – Blog do Fernando Rodrigues

Em nota, o ministro Henrique Alves informou que “todos os valores recebidos pelo então candidato Henrique Eduardo Alves e ao PMDB-RN foram regulares e constam na prestação de contas apresentadas à Justiça Eleitoral”.

Com informações do Fernando Rodrigues

Read More...

RN

RN já perdeu mais de sete mil postos de trabalho em 2016

O Rio Grande do Norte teve queda de 7.581 vagas de emprego nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os setores que mais contribuíram para o índice negativo foram os da indústria de transformação, com 1.578 postos fechados, e agropecuária, com outras 1.298 vagas. Os mais de sete mil postos significam um declínio de 1,71% vagas em relação ao mesmo período do ano passado.

Dos municípios potiguares com mais de 30 mil habitantes, Mossoró foi o que teve a maior queda de oferta de empregos, com 1.122 postos fechados. Em seguida vêm: Natal (- 446 vagas), Canguaretama (- 337), e São Gonçalo do Amarante (- 270).

De todos os setores econômicos pesquisados (extrativa mineral, indústria de transformação, serviços industriais de utilidade pública, construção civil, comércio, serviços, administração pública e agropecuária), o único que não registrou queda no número de vagas foi administração pública. Mesmo assim, esse setor não registrou nenhum novo posto de trabalho.

Read More...

Natal

Confira o funcionamento do comércio em Natal durante a Páscoa

A Semana Santa de 2016 é comemorada de 20 a 27 de Março, mas, somente o dia 25 é considerado feriado. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) informa o funcionamento do comércio da capital potiguar na sexta-feira da paixão (25/03), quando os estabelecimentos funcionarão com horários diferenciados. No sábado 26/03 as atividades voltam ao normal do horário comercial, e no domingo, os shoppings funcionam em horário especial como de costume, praças de alimentação a partir das 11hs, lojas e quiosques das 13 às 21hs.

Sexta-feira 25/03

Comércio de Rua
Alecrim: Lojas fechadas.

Centro da Cidade: Lojas fechadas

Zona Norte: Lojas fechadas.

Shopping Midway Mall
Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 22h.

Lojas: A partir das 13h às 21h.

Natal Shopping
Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 22h.

Lojas e Quiosques: 13h às 21h.

Praia Shopping
Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h às 22h.

Lojas e Quiosques: 15h às 21h

Shopping Cidade Jardim
Praça de Alimentação: A partir das 11h

Lojas e Quiosques: 14 às 20h

Shopping Via Direta
Totalmente fechado

Partage Norte Shopping Natal
Praça de Alimentação e Lazer: 11 às 22h.

Lojas e Quiosques: 15 às 21h

Supermercados
Funcionamento das grandes redes das 07 às 22hs

Bancos
Fechados.

Read More...

Natal

SMS convoca mais de 200 profissionais de vagas remanescentes do processo seletivo

Visando a necessidade temporária de excepcional interesse público de não interromper a prestação dos serviços da Rede de Atenção à Saúde do Município de Natal, a Secretaria Municipal de Natal convoca 225 candidatos das vagas remanescentes do Processo Seletivo Simplificado de 2015, para as categorias de Assistente Social, Farmacêutico, Farmacêutico Bioquímico, Cirurgião Dentista, Psicólogo, Fisioterapeuta, Enfermeiro, Agente Administrativo, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Consultório Dentário, Técnico Laboratório, Técnico Em Informática, e Auxiliar de Farmácia.

Os candidatos deverão comparecer ao Setor de Acolhimento da Secretaria Municipal de Saúde de Natal, localizada na Rua Fabrício Pedrosa, 915, Petrópolis, Natal, no prazo de 72 horas, a contar os dias úteis a partir desta publicação, no horário das 9h às 15h. Os convocados deverão apresentar original e duas cópias dos documentos listados abaixo, assim como a documentação original comprobatória enviada no ato da inscrição.

A lista dos convocados está no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira, dia 23 de março.

Documentos e exames

a) Do diploma ou de declaração de conclusão do Curso para o cargo pretendido; b) 02 (duas) fotografias 3 x 4 (iguais). Não serão aceitas fotografias reproduzidas por scanners ou qualquer meio eletrônico semelhante; c) Carteira do respectivo Conselho; d) Comprovante de regularidade junto ao Conselho Regional de sua categoria; e) Carteira de identidade; f) CPF; g) Título de Eleitor com declaração de quitação eleitoral; h) PIS; i) Carteira de Trabalho (CTPS); j) Certificado Militar (para candidatos do sexo masculino); k) Comprovante de Residência; Termo de Ciência, Concordância com o Edital e Declarações Negativas (Anexo I) e Declaração de Vínculo Empregatício (Anexo II).

Os candidatos tem que trazer os seguintes exames de saúde: Hemograma Completo, Sumário de Urina e VDRL, dosagens bioquímicas de glicose, triglicerídeos, colesterol total, HDL, LDL e RX de tórax, todos com validade de até 90 dias. A critério da avaliação da junta médica do Município do Natal, poderá ser solicitado exames complementares e avaliação de especialistas da área.

Read More...

Política

Dilma diz que jamais renunciará e que impeachment é tentativa de golpe

A presidenta Dilma Rousseff fez hoje (22) um discurso incisivo contra o que chamou de golpe em curso no Brasil. Ela repetiu que não vai renunciar e afirmou que não cometeu nenhum crime previsto na Constituição e nas leis.

Ao citar o processo de impeachment em tramitação na Câmara dos Deputados, Dilma disse que não há “crime de responsabilidade” e que, na ausência de provas, o afastamento de um presidente da República se torna, “ele próprio, um crime contra a democracia”.

“Este é o caso do processo de impeachment em curso contra meu mandato, devido à ausência de base legal. Não cometi nenhum crime previsto na Constituição e nas leis para justificar a interrupção de meu mandato. Condenar alguém por um crime que não praticou é a maior violência que se pode cometer contra qualquer pessoa. É uma injustiça brutal. É uma ilegalidade”, afirmou.

Citando a ditadura militar como um processo do qual foi “vítima”, a presidenta declarou que vai lutar “para, em plena democracia, não ser vítima de novo”.

Democracia

“Não cabem meias palavras nesse caso. O que está em curso é um golpe contra democracia. Eu jamais renunciarei. Aqueles que pedem minha renúncia mostram fragilidade na sua convicção sobre o processo de impeachment, porque, sobretudo, tentam ocultar justamente esse golpe contra a democracia, e eu não compactuarei com isso. Por isso, não renuncio em hipótese alguma”, afirmou.

Após ouvir manifestações de juristas contrários ao seu impeachment, a presidenta disse que jamais imaginaria voltar ao momento do passado em que Leonel Brizola liderou movimentos pela legalidade no país. Ela afirmou estar se dirigindo a eles com a “segurança de ter atuado desde o início” do seu mandato para combater de forma “enérgica e continuada a corrupção que sempre afligiu o Brasil”.

“Pode-se descrever um golpe de Estado com muitos nomes, mas ele sempre será o que é: a ruptura da legalidade, atentado à democracia. Não importa se a arma do golpe é um fuzil, uma vingança ou a vontade política de alguns de chegar mais rápido ao poder. Esse tipo de uso inadequado de palavras é o mesmo que usavam contra nós na época da ditadura para dizer que não existia preso político, [que] não existiam presos políticos no Brasil, quando a gente vivia dentro das cadeias espalhadas por esse país afora. Negar a realidade não me surpreende, por isso, o nome é um só: é golpe”.

Agência Brasil

Read More...