No Uruguai, Chapecoense perde e se complica na Libertadores

Time catarinense joga mal e perde por 3 a 0 para o Nacional

É difícil exigir alguma coisa da Chapecoense depois de toda a tragédia que aconteceu no ano passado. Montar uma equipe do zero para disputar oito competições para um time que perdeu todo seu elenco não é fácil. Ainda mais sem um orçamento vultuoso como as outras equipes do país. Solidariedade a parte, o time montado em 2017 é muito fraco, jogadores renegados e baratos nitidamente não tem o perfil para a competição e o time sofre para pegar corpo.

Escalação inédita que não deu certo

Assim como Eduardo Baptista fez no jogo do Palmeiras, Mancini entrou com 3 zagueiros para enfrentar o Nacional, sendo que o time não havia jogado nenhuma vez com essa formação, e assim como o Palmeiras, a Chapecoense foi inteiramente dominada, e isso se refletiu no placar 3 a 0 fora o baile.

Perdido do começo ao fim

Jogar contra o Nacional no Parque Central não é fácil, ainda mais para quem não está acostumado. E ficou evidente que a Chape estava nervosa com a pressão. Logo no inicio da partida a defesa deu bobeira e Kevin Ramirez abriu o placar. O time até tentou avançar as linhas mas sofria muito com os contra-ataques da equipe Uruguaia e não conseguia acertar três passes seguidos, e assim foi o primeiro tempo.

E o time continuou perdido…

No segundo tempo foi a mesma coisa, a Chape abusando dos lançamentos com pouca profundidade e errando muitos passes. Sem ter dó, o Nacional seguiu atacando e não demorou para aumentar o resultado: Rodrigo Aguirre fez o segundo em mais uma falha da defesa da Chape. A situação ficou pior quando o zagueiro Luiz Otavio foi expulso após levantar demais o pé, ai não tinha como fazer milagre e o atacante Tabaré Viudez que havia entrado no segundo tempo fez um golaço após lindo chute.

Nervosismo e expulsões

Além da péssima atuação o time mostrou um descontrole emocional que não havia mostrado esse ano, Luiz Otavio foi expulso de forma infantil, sem falar no atacante Rossi que foi expulso após dar uma “dedada” no zagueiro Polenta, e foi expulso. Esses dois jogadores vão fazer falta para o time no resto da competição.

Missão quase impossível

Agora ficou difícil para a Chapecoense – mesmo a equipe estando a três pontos dos lideres Lanús e Nacional. Porém o time enfrenta a equipe Argentina na casa do adversário, lembrando que no primeiro turno, a Chape perdeu por 3 a 1 na Arena Condá, ou seja, o time precisa vencer o Lanús fora de casa, vencer o Zulia na ultima rodada e torcer para que os adversários não ultrapassem o time no saldo de gols. Infelizmente ficou difícil para o Indião.

Nacional 3 x 0 Chapecoense – Melhores Momentos e Gols – Libertadores 2017

 

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!