Home Notícias Esporte Patricky Pitbull aposta na maturidade e versatilidade para se tornar campeão do Bellator‏

Patricky Pitbull aposta na maturidade e versatilidade para se tornar campeão do Bellator‏

Publicidade

Patricky Pitbull aposta na maturidade e versatilidade para se tornar campeão do Bellator‏
Foto: Artur Dantas
0
Publicidade

Patricky “Pitbull” Feire terá no próximo dia 24 de junho o maior desafio da carreira. Diante do norte-americano Michael Chandler, o potiguar poderá se tornar o primeiro campeão brasileiro dos leves do Bellator, segunda maior organização de MMA do mundo. O confronto entre os dois que vale o cinturão vago foi confirmado em maio deste ano quando o então campeão da divisão até 70 quilos, Will Brooks, não conseguiu a renovação do contrato com a franquia. A luta será realizada no Scottrade Center, em St. Louis, Missouri (EUA).

O combate entre Patricky e Chandler será, na verdade, uma revanche. Em 2011, os dois se encontraram na final do 4º torneio dos leves, mas o potiguar garante que o resultado será diferente agora. Parte da confiança de Pitbull para o próximo combate vem da evolução técnica e maturidade mostradas nas 15 lutas que tem no evento.

Com cinco anos de contrato com o Bellator, o faixa-preta de jiu-jitsu mostrou que além do jogo de solo evoluiu na trocação. Prova disso são os seis nocautes anotados no evento, o mais recente sobre Ryan Couture, incluído como um dos mais avassaladores de 2016 no MMA até agora.

Para o próximo desafio, Patricky falou das mudanças nos treinamentos que permitiram o crescimento na organização e a escolha do seu nome como candidato ao cinturão. “Desde que fui derrotado por Chandler que venho estudando o jogo dele e sabia que a qualquer momento o Bellator poderia me oferecer essa luta. Estou em um momento perfeito, vindo de uma sequência boa de treinos, em um momento que estou me sentindo muito bem e focado. Eles deixaram essa disputa para uma ocasião muito especial”, disse.

O treinamento a que se refere Patricky foi iniciado imediatamente após a vitória sobre Edimilson Kevin, no Bellator 152 realizado na Itália. O atleta seguiu para os Estados Unidos para duas semanas intensas de fortalecimento do wrestling com Eric Albarracin, que acompanha não só os treinamentos de Patricky em Natal, mas da equipe de profissionais da academia Pitbull Brothers que agrega ainda o irmão Patrício Pitbull, ex-campeão dos penas do Bellator, Leandro Higo, campeão dos galos do evento americano RFA, e Valdines Silva, campeão dos penas do Jungle Fight.

Pitbull projetou o combate e em qual parte pode surpreender o adversário. “Ele não tem nenhum coelho na cartola. Ele não mudou nada desde que nos enfrentamos. O que ele vem tentando fazer é mudar a parte de striking dele, tá treinando muito kickboxing. É o que ele vai fazer, focar na parte em pé. Já eu posso surpreender ele tanto ao defender as quedas como derrubá-lo e trabalhar no chão. Ele sabe que eu sou perigoso e sentiu o que eu posso fazer mesmo com as costas no chão. Tanto por baixo como por cima eu posso machucar ele de qualquer jeito”, alertou.

Patricky completou que o objetivo de ficar com o cinturão está cada vez mais próximo, a realização de um sonho. “A próxima meta é ser campeão e calar a boca de muita gente que não acredita no meu trabalho. Eu quero ser campeão, vou ser campeão e vou defender o cinturão o máximo possível. Sou outro lutador, mais técnico, versátil e experiente. Com certeza essa luta vai ser bem diferente da primeira”, afirmou.

Publicidade

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!