CarrosDestaques

Ranking dos 10 carros mais “baratos” em 2022

Preço do carro zero dispara e Brasil se torna um dos 5 países mais caros do mundo para se ter um carro

Nos últimos anos o preço do carro zero subiu consideravelmente. Somente no ano de 2021, os preços dos carros populares tiveram um aumento de 26,83% a 47,95%.

O aumento foi tão grande, que hoje dificilmente é possível encontrar um carro zero por menos de R$ 50 mil.

É o que revela um estudo divulgado pela plataforma CupomValido.com.br que compilou preços dos veículos da Tabela FIPE e dados da Scrap Car Comparison.

Veja abaixo o ranking dos top 10 carros mais baratos do Brasil com os preços já atualizados em 2022.

Ranking dos 10 carros mais baratos do Brasil

Antes do início da pandemia, em janeiro de 2020, era possível encontrar um carro popular zero por aproximadamente R$ 35 mil.

Em janeiro de 2021, o preço subiu para aproximadamente R$38.000. Em 2022, já são pouquíssimas as opções na faixa de R$ 50 mil.

Atualmente o Fiat Mobi é o carro mais barato do Brasil, custando R$49.949.

No segundo lugar está o Renault Kwid, custando R$50.240. Neste caso, podemos até considerar um empate técnico, uma vez que a diferença entre os dois, é de apenas 0,58%.

Brasil é o 5º país mais caro do mundo para se ter um carro

O estudo comparou o preço da compra e manutenção de um automóvel, em relação à renda média salarial de cada país. Assim, é possível comparar o poder de compra entre os diversos países.

O resultado é que o Brasil ficou na 5ª colocação, como um dos países mais caros do mundo. Os brasileiros precisam gastar 441,89% do rendimento médio anual para se comprar e manter um carro zero.

No ranking, o Brasil só fica atrás de dois países da América Latina (Uruguai e Colômbia), e da Turquia e Argentina, dois países que estão passando por severas crises econômicas e inflação descontrolada.

Por que os preços subiram tanto?

A alta dos preços dos automóveis está relacionada a diversos fatores. O primeiro é a pandemia, que paralisou a montagem de veículos por alguns meses. Mais recentemente, a indústria sofreu com a escassez de componentes eletrônicos.

Estes dois fatores fizeram com que os preços dos veículos aumentassem no mundo todo. Porém, aqui no Brasil houve um fator adicional que contribuiu ainda mais na subida dos preços.

Como o real se desvalorizou perante o dólar nos últimos meses, isso fez com que o preço da importação das peças e componentes para a fabricação dos automóveis também fossem encarecido, o que fez com que nós brasileiros tivéssemos um aumento ainda maior que em outros países.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.