Ciência

Startup japonesa cria porcos com órgãos adequados para transplantes humanos

Imagine um mundo onde a angústia da espera por um transplante de órgão é significativamente reduzida; um mundo onde a ciência e a inovação abrem novas fronteiras para salvar vidas. Uma parceria pioneira entre a startup japonesa PorMedTec, da Universidade de Meiji, e a empresa de biotecnologia americana eGenesis, está à frente de uma revolução ao criar porcos com órgãos compatíveis para transplantes humanos. Este avanço é um raio de esperança para milhares de pacientes em listas de espera, prometendo revolucionar a medicina de transplantes e trazer novas soluções para uma crise de saúde global.

A crise de disponibilidade de órgãos para transplante no Japão é uma realidade preocupante, com apenas cerca de 3% dos candidatos a transplantes recebendo os órgãos de que necessitam. A situação é exacerbada pela escassez extrema de doadores, com o país tendo um dos menores índices de doação de órgãos no mundo. Neste cenário desafiador, a inovação trazida pela PorMedTec e eGenesis apresenta uma esperança. Os porcos geneticamente modificados representam uma promessa de ampliar significativamente o pool de órgãos disponíveis, potencialmente salvando milhares de vidas e aliviando a pressão sobre os sistemas de saúde sobrecarregados.

Técnica inovadora de transplante

O xenotransplante tem sido objeto de pesquisa intensiva, buscando solucionar a crise de escassez de órgãos disponíveis para transplantes. Até recentemente, a aplicação prática enfrentava obstáculos significativos, principalmente devido à complexidade do sistema imunológico humano, que tende a rejeitar órgãos de espécies diferentes. No entanto, os avanços científicos realizados pela PorMedTec e eGenesis oferecem novas esperanças neste campo, introduzindo leitões geneticamente modificados para serem compatíveis com o organismo humano, uma estratégia que promete minimizar a rejeição imunológica.

A técnica inovadora envolve a utilização de células somáticas de leitões geneticamente modificados, importadas para o Japão. Conforme apurado pelo Portal N10, essas células foram submetidas a um processo avançado de clonagem, empregando a transferência nuclear de células somáticas, uma metodologia aprimorada pela Universidade de Meiji. Este processo permitiu a criação de porcos clonados cujos órgãos possuem alterações genéticas específicas destinadas a superar as barreiras imunológicas e virológicas que tradicionalmente limitam a xenotransplantação.

As modificações genéticas realizadas nestes leitões incluem a inativação de todos os genes de retrovírus endógenos porcinos, o que representa um avanço importante. Retrovírus endógenos, presentes no DNA de muitas espécies, podem causar infecções em espécies receptoras, sendo uma preocupação significativa na transplantação de órgãos de animais para humanos. Além disso, foram realizadas alterações em genes específicos para reduzir o risco de rejeição imunológica, aumentando a compatibilidade dos órgãos porcinos com o sistema imunológico humano.

O potencial destes porcos para a pesquisa pré-clínica é vasto, oferecendo aos cientistas a oportunidade de estudar em profundidade a viabilidade, a segurança e a eficácia dos órgãos porcinos em ambientes humanos. Com esses animais agora disponíveis para instituições médicas japonesas, inicia-se uma nova fase de testes rigorosos que, se bem-sucedidos, poderiam pavimentar o caminho para a aplicação clínica do xenotransplante, proporcionando uma nova fonte de órgãos para transplantes.


Você se interessa por inovações na medicina e biotecnologia como o xenotransplante? Se achou nosso artigo sobre porcos geneticamente modificados para transplantes humanos fascinante, compartilhe com seus amigos e nos ajude a disseminar conhecimento! Para mais conteúdos inovadores e notícias atualizadas, visite o Portal N10. Sua participação é importante para continuarmos trazendo informações relevantes e impactantes. Acesse agora e fique por dentro das últimas descobertas e avanços no mundo da ciência e tecnologia.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Romário Nicácio

Administrador de redes, estudante de Ciências e Tecnologia (C&T) e Jornalismo, que também atua como redator de sites desde 2009. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento, com um amplo conhecimento em diversas áreas. Com uma vasta experiência em redação, já contribuí para diversos sites de temas variados, incluindo o Notícias da TV Brasileira (NTB) e o Blog Psafe. Sua paixão por tecnologia, ciência e jornalismo o levou a buscar conhecimentos nas áreas, com o objetivo de se tornar um profissional cada vez mais completo. Como co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento, tenho a oportunidade de explorar ainda mais minhas habilidades e se destacar no mercado, como um profissional dedicado e comprometido com a entrega de conteúdo de qualidade aos seus leitores. Para entrar em contato comigo, envie um e-mail para romario@oportaln10.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Alimentação e Exercício: Aliados na Prevenção da Resistência à Insulina Frango Limpo: O Que Você Precisa Saber Benefícios do Pinhão: Mais que um Sabor de Inverno Rotinas Perigosas: O que Você Não Percebe Como Escolher Óleos Vegetais Saudáveis Castanha de Caju: A Aliada do Bem-Estar Como Escolher Óleos Vegetais Saudáveis Inverno: Época de Cuidar do Coração Conforto Térmico: Transforme seu Banheiro no Inverno Nutrição e Sabor: A Revolução da Vegantella

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.