Mundo

Filho de testemunha de caso Odebrecht é morto na Colômbia

(ANSA) – O filho de Jorge Enrique Pizano, principal testemunha no escândalo de pagamento de propinas realizado pela construtora brasileira Odebrecht na Colômbia, foi envenenado três dias depois da morte de seu pai.

O falecimento do arquiteto Alejandro Pizano Ponce de León foi confirmado nesta terça-feira (14) pelo Instituto Médico Legal e pela procuradoria geral da Colômbia. A polícia local investiga o caso. Em entrevista coletiva, a vice-promotora-geral colombiana, María Paulina, afirmou que a autópsia revelou que a morte foi causada por envenenamento com cianureto. Segundo ela, as provas encontradas na residência dos pais de Alejandro indicam que “o cianeto estava em uma garrafa de água saborizada encontrada no escritório de seu pai, da qual tomou um gole”.

Jorge Enrique Pizano, pai do arquiteto, que sofria com um câncer, foi vítima de um infarto há três dias. Seu filho havia chegado de Barcelona, na Espanha, para participar do funeral.

As duas mortes causam uma reviravolta no caso, principalmente porque Pizano foi responsável por fazer importantes revelações sobre o caso Odebrecht no país.

O engenheiro denunciou irregularidades em contratos e subornos dentro de um projeto de construção de estradas que contou com a participação da Odebrecht e de consórcios colombianos entre 2010 e 2014.

Antes de sua morte, Pizano tentou se tornar uma testemunha protegida pela Justiça dos Estados Unidos em troca de diversas provas, inclusive ele deixou uma entrevista gravada, exibida ontem (13) pela emissora “Notícias Um”, na qual revelava que o procurador-geral da Colômbia, Néstor Humberto Martínez, sabia do esquema de corrupção pela Odebrecht no país desde 2013, três anos antes de assumir o cargo.

O canal informou que os áudios só foram entregues à emissora por Pizano com o pedido de que fossem tornados públicos caso ele morresse.

Read More...

Mundo

Promessa de Bolsonaro gera retaliação do governo do Egito

(ANSA) – A promessa do presidente eleito, Jair Bolsonaro, de transferir de Tel Aviv para Jerusalém a embaixada brasileira em Israel já começou a gerar retaliações de países árabes. O Egito cancelou a viagem de uma comitiva brasileira liderada pelo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira.

Estava previsto para o chanceler desembarcar no país nesta quarta-feira (7) para cumprir uma agenda entre os dias 8 e 11 de novembro. No entanto, ontem, o governo brasileiro foi informado pelas autoridades do Egito de que a viagem teria de ser cancelada por problemas de agenda. Apesar da justificativa, é incomum, pelo protocolo diplomático, desmarcar viagens em cima da hora.

Nunes recebeu a notícia em Xangai, na China, onde participa da feira China International Import Expo (CIIE), com uma delegação de empresários. No Egito, ele se encontraria com o presidente Abdel Fattah al-Sisi e com o chanceler Sameh Shoukry.

A decisão do Egito vem dias após Bolsonaro confirmar que pretende mudar a embaixada do Brasil em Israel, seguindo uma decisão tomada pelos Estados Unidos e criticada pelos países árabes, já que Jerusalém é uma cidade importante para várias religiões.

Os países árabes, juntos, são o segundo maior comprador de proteína animal do Brasil. No ano passado, as exportações somaram US$ 13,5 bilhões, e o superávit brasileiro foi de US$ 7,17 bilhões. Especialistas em política externa temem que o mercado seja prejudicado caso os árabes decidam retaliar economicamente a decisão de Bolsonaro.

Read More...

Mundo

Réplica do “Titanic” fará mesmo trajeto do navio original

(ANSA) – Uma réplica do Titanic, navio naufragado em 12 de abril de 1912, está sendo construída para refazer a viagem inaugural do célebre transatlântico.

O projeto é conduzido pela empresa Blue Star Line, que pretende recriar todos os detalhes estéticos do navio original no “Titanic II“. A iniciativa chegou a ser suspensa por problemas financeiros, mas foi retomada e deve levar a nova embarcação ao mar em 2022.

A viagem terá duas semanas e começará em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. De lá o navio seguirá para Southampton, no Reino Unido, de onde sairá com destino a Nova York, traçando a mesma rota do Titanic, naufragado em sua viagem inaugural após se chocar contra um iceberg.

O navio comportará aproximadamente a mesma quantidade de passageiros (2,4 mil) e tripulantes (900), mas com tecnologias modernas de navegação e segurança, além da quantidade certa de botes salva-vidas.

“A embarcação seguirá a viagem original, transportando os passageiros de Southampton a Nova York, mas também navegará pelo globo”, contou o bilionário australiano Clive Palmer, um dos nomes por trás da iniciativa.

Read More...

Mundo

Com 55 km de extensão, China inaugura maior ponte marítima do mundo

(ANSA) – O presidente da China, Xi Jinping, inaugurou nesta terça-feira (23) a ponte marítima Hong Kong-Zhuhai-Macau (HZMB, na sigla em inglês), que, com 55 quilômetros de extensão, é a maior do mundo em mar aberto.

A estrutura conecta Hong Kong, Macau e a cidade de Zhuhai, no sul do país, em uma obra que também inclui ilhas artificiais e um túnel subaquático. A construção da ponte custou cerca de US$ 20 bilhões.

“Ela proporcionará aos moradores desses lugares maior troca econômica e comercial, além de melhorar a competitividade do Delta do Rio das Pérolas”, disse na cerimônia de inauguração o vice primeiro-ministro chinês, Han Zheng.

A viagem entre Zhuhai e Hong Kong, por exemplo, que levava três horas de carro, foi reduzida para apenas 30 minutos.

Para erguer a ponte, foram utilizadas mais de 420 mil toneladas de aço, cerca de 60 vezes mais do que a quantidade usada para construir a Torre Eiffel, em Paris, na França. A obra também envolveu mais de 14 mil trabalhadores e 100 navios.

A complexa construção começou em 2009 e estava planejada para ser concluída em 2016, mas registrou diversos atrasos no cronograma. A obra também é alvo de polêmicas devido aos altos custos e à morte de 18 trabalhadores em serviço.

Engenheiros garantiram que a ponte consegue resistir a terremotos de até oito graus na escala Richter, além de ter sido projetada para durar pelo menos 120 anos.

Confira o vídeo com imagens da maior ponte do mundo

Read More...

Mundo

US$ 2 bilhões à vista: loteria Mega Millions, nos Estados Unidos, bate recorde

Especialistas esperam que o prêmio recorde de US$ 1,6 bilhão desta semana da Mega Millions supere a extraordinária marca dos US$ 2 bilhões antes do próximo sorteio. Um dos principais fatores que estão contribuindo para o aumento do valor é o número incrível de jogadores do exterior participando da loteria dos EUA. Nessa pegada, a theLotter.com tem sido durante muito tempo um dos principais emissores de bilhetes de loteria para jogadores fora dos EUA.

Austin Weaver, porta-voz da theLotter, disse: “Como pioneiros, vimos o panorama online se modificar rapidamente nos últimos anos, com um número cada vez maior de empresas oferecendo bilhetes de loteria dos EUA online, mas a verdade é que somos especiais porque fornecemos bilhetes impressos em vez de apenas apostas, e com ganhadores da Europa, Canadá, Iraque e América Latina, provamos que somos confiáveis”.

Weaver continuou: “Mantivemos um crescimento constante durante 15 anos, mas as vendas realmente aceleraram em 2016 quando a Powerball atingiu US$ 1,58 bilhão e meios de comunicação como a CNN e a CBS fizeram matérias sobre os serviços da theLotter. Porém, o que estamos vendo agora é totalmente inédito. Este grande prêmio da Mega Millions está promovendo mais vendas na Europa do que em 2016”.

“Com tanto dinheiro em jogo, os jogadores do exterior tendem a utilizar a theLotter, pois vendemos bilhetes reais em vez de oferecer apenas a oportunidade de apostar no sorteio, como fazem os nossos concorrentes. Com um prêmio deste valor, não existe garantia de que uma aposta seja totalmente coberta pelo seguro, e por isso ainda não sabemos como essas empresas de apostas vão conseguir esses bilhões dos prêmios se um dos seus apostadores ganhar. Nosso modelo de bilhetes impressos pode parecer antiquado na era digital, mas não representa risco para os jogadores. Quando um dos nossos clientes ganha, trazemos o ganhador para os Estados Unidos para reivindicar pessoalmente o prêmio, com o bilhete na mão! Mais de uma década de experiência mostrou que isso é legal e seguro.”

O prêmio acumulado de US$ 1,6 bilhão da Mega Millions é o maior prêmio na história da loteria. “Agora é só uma questão de tempo até podermos comemorar o primeiro bilionário da loteria. A pergunta é: será que vai ser um norte-americano?”

Read More...