Notícias

Milhares de pessoas serão excluídas do Bolsa Família

Pente-fino do governo localizou milhares de cadastrados no programa em situação irregular

Recentemente, foi anunciado que mais de 1,5 milhão de beneficiários serão excluídos do Bolsa Família por receberem o benefício de forma irregular. Essa notícia certamente causou preocupação entre as pessoas que dependem desse programa social para sobreviver.

De acordo com o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), Wellington Dias, os beneficiários que deixarão de receber o Bolsa Família têm renda acima do limite legal para o programa. Entre esses beneficiários, existem cerca de 400 mil cadastros unipessoais, ou seja, famílias de apenas um membro.

Segundo o governo, a exclusão desses beneficiários do programa é uma medida importante para garantir que o Bolsa Família esteja sendo utilizado de maneira justa e correta. O programa foi criado para ajudar as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza a suprir suas necessidades básicas, como alimentação, saúde e educação. Por isso, é fundamental que ele seja direcionado apenas às pessoas que realmente precisam.

Ao mesmo tempo em que anuncia a exclusão dos beneficiários em situação irregular, o governo também estará incluindo cerca de 700 mil famílias no programa no mês de março. Essas famílias cumprem os requisitos para receberem o Bolsa Família, mas não conseguiam ser alcançadas, o que exigiu do governo a busca ativa dos participantes.

Além disso, o governo está usando outras ferramentas para reduzir os pagamentos indevidos de benefícios, como os pedidos voluntários de exclusão do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Até o fim deste ano, o governo também revisará o cadastro de 5 milhões de famílias que se declaram unipessoais e recebem o Bolsa Família.

Essa revisão é fundamental para garantir que o programa esteja sendo utilizado de maneira correta. É importante lembrar que o Bolsa Família é financiado com recursos públicos, ou seja, com o dinheiro dos impostos pagos pelos brasileiros. Por isso, é essencial que ele seja direcionado apenas às pessoas que realmente precisam.

O Cadastro Único é uma ferramenta importante para identificar as famílias brasileiras de baixa renda e garantir o acesso a programas como Tarifa Social de Energia Elétrica, Minha Casa Minha Vida e Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros. É fundamental que as famílias que realmente precisam desses programas estejam cadastradas no CadÚnico e recebam o benefício de maneira correta.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Estudante de Jornalismo, conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal (UFRN). Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, também administra a página Dinastia Nerd. E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Harmonia e Saúde: Seu Lar Fit Como Manter a Saúde Mental no Trabalho A Ciência da Gordura: Entendendo o Corpo Humano A Ciência de Secar: Estratégias Eficazes Dicas para Cuidar da Voz Alerta: Sinais Comuns de Câncer de Cérebro Óleo de Chia Caseiro: Simples e Saudável A Hora Certa para Bactérias Amigas Alternativas Naturais para Clarear o Cabelo Molho Shoyu: Um Aliado Inesperado para a Saúde

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.