Entretenimento

Guardiões da Galáxia Vol. 3 reacende o debate sobre o cansaço dos filmes de super-heróis

Apesar de não ser um fracasso nas bilheteiras, a terceira sequência fica aquém da estreia de Guardiões da Galáxia Vol. 2, levantando questionamentos sobre a possível fadiga do gênero

O lançamento de Guardiões da Galáxia Vol. 3 na última quinta-feira 4 de maio) trouxe aos cinemas de todo o mundo o capítulo final da trilogia dirigida por James Gunn para a Marvel Studios. Como esperado, a estreia do filme reacendeu o debate sobre a saturação do cinema de super-heróis, um assunto recorrente desde o ápice de Vingadores: Ultimato.

Embora a arrecadação de Guardiões da Galáxia Vol. 3 não tenha sido desastrosa, ficando em 282,1 milhões de dólares globalmente em seu primeiro fim de semana, o filme ficou aquém da estreia de sua sequência anterior. Esse resultado levou muitos a questionar se a “fadiga dos super-heróis” estaria afetando o desempenho dessas produções.

Nas redes sociais, surgem argumentos variados, desde aqueles que afirmam que o gênero está em declínio até os que apontam problemas na qualidade dos efeitos visuais. Analisando a bilheteria de Guardiões da Galáxia Vol. 3 mais detalhadamente, é possível notar que, nos Estados Unidos, o filme arrecadou menos do que a segunda sequência, com 114 milhões de dólares frente aos 146,5 milhões de sua predecessora. Na China, a situação foi semelhante, com 28,1 milhões de dólares em comparação aos 48,5 milhões do filme anterior.

No entanto, na Espanha, os números são inversos: enquanto a segunda sequência arrecadou 3,5 milhões de euros em sua estreia, a terceira atingiu 3,8 milhões de euros em seu primeiro fim de semana.

Embora a fadiga dos super-heróis possa estar afetando o desempenho desses filmes, a Marvel Studios também deveria avaliar seu ritmo de produção. Os estúdios de VFX enfrentam um volume de trabalho exagerado, o que pode resultar em filmes com acabamento insatisfatório.

Nas próximas semanas, Guardiões da Galáxia Vol. 3 terá a chance de melhorar seus números e se aproximar dos 863,7 milhões de dólares arrecadados por sua predecesora. A questão que fica é: quão perto o filme conseguirá chegar dessa marca e até que ponto o debate sobre a saturação do cinema de super-heróis continuará?

Guardiões da Galáxia Vol. 3: será que valeu a pena? Confira nossa resenha!

O que achei? Resenha de Guardiões da Galáxia Vol. 3

Finalmente chegou o momento de falarmos sobre o tão aguardado Guardiões da Galáxia Vol. 3! Será que o encerramento dessa trilogia corresponde às expectativas? Preparem-se para embarcar nessa aventura galáctica com a gente!

Mudanças no tom e estética

James Gunn, o diretor responsável pelos três filmes da franquia, decidiu fazer algo diferente no último capítulo. Diferente dos dois primeiros, esse terceiro filme tem um tom mais pesado e sombrio, além de uma estética extravagante e em certos pontos, desconfortável. Será que essa mudança foi um acerto ou um erro? Vamos descobrir!

O foco em Rocket Raccon

Nesta aventura, o foco recai sobre Rocket Raccoon, que ganha uma história de origem que se conecta com outros personagens como Nebulosa e Wolverine. Apesar de trazer uma mensagem poderosa sobre amizade, diversidade e aceitação, o filme peca por ser dramático e repetitivo demais em sua abordagem.

Antagonista e amizade em destaque

O Alto Evolucionário, interpretado por Chukwudi Iwuji, é o grande antagonista do filme e um dos destaques de Guardiões da Galáxia Vol. 3. Além disso, o filme aborda a importância da amizade e da família escolhida, mas sem a mesma naturalidade e humor dos filmes anteriores.

Desperdício de talentos

Infelizmente, o filme comete um grande pecado ao desperdiçar talentos como Elisabeth Debicki e Will Poulter, cujos personagens têm pouco tempo de tela e pouca substância. A adaptação de Adam Warlock, em particular, deixa a desejar.

Pontos positivos

No lado positivo, alguns personagens criados por CGI conseguem gerar mais empatia do que os atores reais, graças às capturas de movimento e efeitos digitais bem executados. O personagem Cosmo (a cachorrinha) se destaca como alívio cômico eficiente.

Conclusão

Em resumo, Guardiões da Galáxia Vol. 3 é um filme com altos e baixos que marca o fim de um ciclo. A trilogia é uma das poucas no UCM a ter o mesmo diretor, mas talvez fosse melhor focar no grupo principal e evitar distrações. Afinal, o que não falta nessa produção são milhões de dólares desperdiçados. Será que valeu a pena? A resposta pode variar de acordo com as expectativas de cada fã. Então, vá ao cinema, tire suas próprias conclusões e divirta-se!

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Estudante de Jornalismo, conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal (UFRN). Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, também administra a página Dinastia Nerd. E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
A Arte da Silhueta: Lipoaspiração Desvendada Cabelos Lisos: Manutenção Essencial Nutrição e Afeto: As Delícias da Comida Caseira Fitness Doméstico: Uma Revolução na Sala Varanda Relax: Elementos Essenciais para o Bem-Estar Saúde Robusta em Cinco Etapas Fáceis Zendaya Revela: Respirar Conscientemente Transforma Lácteos e Alternativas: Uma Visão Saudável Autenticidade Feminina: Além das Expectativas Sociais Revolução no Tratamento de Cabelos: Descubra Como

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.