ColunasWagner Santos

Branding: como uma marca pode chegar ao topo?

Traçar estratégias para melhorar a percepção do cliente sobre uma marca é fundamental para o crescimento do negócio. Nesse sentido, branding é um termo que tem sido repetido com frequência nas áreas de marketing e gestão. O conceito trabalha a maneira como a marca se posiciona, se comunica e atinge seu público. 

É por meio do posicionamento de marca, ou do branding, que as empresas conseguem ser lembradas e se tornam sinônimos dos produtos ou serviços que ofertam. Alguns exemplos incluem a Coca-Cola, que virou o mesmo que refrigerante; o Bombril, que passou a ser sinônimo de esponja de aço; a Maizena, de amido de milho; e a Gillette, de lâmina de barbear. 

Branding significa construir a marca. Consiste em criar ou identificar uma vantagem competitiva sustentável, gerar, transmitir e oferecer ao mercado essa diferenciação.

A ESIC Business & Marketing School ressalta que essas marcas são lembradas por motivos que vão além do produto ou serviço oferecido por elas. Isso ocorre porque as empresas trabalham para criar conexões emocionais com o consumidor, despertando desejos e sensações relacionados a elas. 

O conjunto das ações direcionadas a esse objetivo é chamado de branding, que tem como uma das atribuições posicionar corretamente a marca no mercado. Saber, portanto, como aplicar o branding e o posicionamento é essencial no empreendedorismo, já que esses são uns dos fatores principais para o sucesso de uma organização.

O segredo do branding é fazer com que os consumidores não achem que todas as marcas de determinado nicho são iguais. O posicionamento planeja os pensamentos, sensações, imagens, experiências, crenças e todos os aspecto ligados à marca que os consumidores devem receber.

Importância do branding e posicionamento de marca

A ESIC Business & Marketing School define o branding como o somatório das diferentes práticas direcionadas ao fortalecimento e à consolidação de uma marca perante o mercado. Para isso, essa atitude incluiu o planejamento estratégico de todas as ações internas e externas de uma instituição, como slogan, identidade visual, relacionamento com o cliente, canais e ações de marketing.

Um branding considerado de qualidade é capaz de despertar associações mentais que fazem a marca ser valorizada no mercado. Ao traçar e seguir uma estratégia de branding, a empresa deixa de ser apenas uma fornecedora de serviços e produtos e passa a ser reconhecida pelos valores e sentimentos que ela representa, como responsabilidade ambiental, contribuição social, sofisticação tecnológica, bem-estar, felicidade, confiança, entre outros. 

O empreendedor, portanto, deve planejar o branding cuidadosamente, para que a empresa consiga criar uma conexão com o público-alvo, aquele que pretende atingir, e uma vantagem competitiva sustentável.

Vale lembrar que algumas práticas de branding podem ser perenes ou de longo prazo, enquanto outras podem ser de curto e médio prazo. Essas ações podem mudar após atingirem o seu propósito. O posicionamento da marca faz parte de uma dessas características que podem ser renovadas ao longo do tempo.

Como aplicar o branding no ambiente empresarial

O portal E-commerce Brasil elenca algumas dicas para colocar o branding em prática e melhorar o desempenho dos negócios. Segundo o veículo, é importante considerar aspectos como identidade visual, conhecimento sobre o público-alvo e uso das redes sociais para se conectar com o público. 

Identidade da marca

Para aplicar o branding na trajetória empresarial da marca, é importante adequar a sua identidade visual. Criar um logotipo claro e memorável é um dos passos a serem dados. A recomendação é, se for preciso, desenhar uma nova identidade visual, pois é preciso que a marca reflita os valores da empresa e seja lembrada pelo cliente.

Uma dica é pensar na paleta de cores e aplicá-la a outras peças gráficas da companhia, inseri-la nas redes sociais e em todos os canais de comunicação para trabalhar a ideia de uniformidade. Esse conceito ajuda o consumidor a identificar uma marca, mesmo que não veja o nome dela estampado.

Para além dos aspectos visuais, ou antes mesmo deles, é fundamental que a marca resuma o que o empreendedor é enquanto empresa, com visão e missão do negócio bem definidos. 

É importante reservar um período para descobrir a identidade da empresa, antes de avançar com etapas táticas da estratégia da organização. 

Conhecimento sobre o público-alvo

Conforme o portal do E-commerce Brasil, aprender mais sobre o público-alvo também auxilia no processo de branding. Para isso, a orientação é desenhar a persona, ou seja, definir o cliente ideal para determinado negócio. 

Saber quem é o público de uma marca é primordial para nortear as ações de marketing de uma empresa. Deve-se descobrir, portanto, quais são as dores do público e como o produto oferecido pode solucionar algumas delas.

Esse trabalho de pesquisa e investigação é essencial para que o consumidor identifique a organização e consiga distingui-la da concorrência. Assim, a marca consegue se diferenciar no mercado e mostrar, de forma diferente e natural, como o serviço resolve o problema do seu público.

Uma dica é identificar os canais de comunicação e o tom de voz que deve ser usado para se conectar mais a essas pessoas. 

Use canais de relacionamento para se conectar

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) afirma que o branding é um conceito-chave do marketing, para além de uma tendência. Tão importante quanto a reputação que uma marca constrói a partir do branding é aquilo que o público diz sobre o negócio. 

Pensando nisso, a orientação é oferecer uma experiência positiva para o público toda vez que ele interagir com a empresa. É imprescindível manter os canais de relacionamento com o cliente ativos, avaliar o seu funcionamento e implementar uma gestão de inovação.

Rever questões práticas – como a facilidade para fechar um pedido e o tempo que a marca leva para atualizar mídias sociais e responder às mensagens – também são exemplos de ações.

O E-commerce Brasil destaca a relevância das redes sociais nesse sentido. Por mais que elas possam funcionar como vitrines digitais de produtos e serviços, sua principal função é possibilitar a conexão entre pessoas ao redor do globo.

As redes podem ser utilizadas pelas empresas para compartilhar conteúdo relevante para o público-alvo, interagir e criar uma relação mais próxima com quem visita o perfil da marca. 

Fonte: https://sitebarra.com.br/v7/branding-como-uma-marca-pode-chegar-ao-topo.html

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Wagner Santos

Meu nome e Wagner Santos CEO da Revista de Marketing e profissional de SEO | Linkbuilder e escrevo sobre dicas para melhorar e alavancar sites na internet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Saiba quais são os carros elétricos mais econômicos à venda no Brasil As tendências de saúde que vão impactar o mundo em 2024 Verão e exercício: uma combinação perfeita para a saúde Os primeiros passos para quem quer entrar em forma com a musculação Dormir faz parte de nossa saúde! Confira algumas dicas. Proteja seu coração das infecções Menopausa precoce: causas, consequências e soluções Por que você deveria incluir o açaí na sua alimentação Perca a gordura abdominal com métodos científicos Café da manhã que favorecem a perda de peso e a saciedade

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.